https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Da vida e do Azar

 
Tags:  vida    poesia    reflexão    jomad    azar  
 
Passo a vida, tão chateado dela
Que nem a vivo, apenas sobrevivo
Sentindo o nó secante na goela
Que prende meu grito esquivo

Pois sem conseguir gritar
Deixo o azar em mim entrar
Fazendo ninho no meu ser
Para seus frutos amadurecer

Mas um dia vou arriscar
Na frente do gato negro vou passar
Depois dele vou rir; vou zombar
Quando minha má sorte o beijar

Decerto um grito esquivo
Soltarei pela alma liberta
E a vida presa nesse crivo
Será eterna, em mim desperta

O ninho? Irei-o em mim usar
Para meu azar também criar
Pois vestido de negro e verde olhar
Sou eu o gato, o azar miando no luar


Open in new window

 
Autor
jomadosado
 
Texto
Data
Leituras
537
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
9 pontos
6
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 01/08/2014 17:41  Atualizado: 01/08/2014 17:41
 Re: Da vida e do Azar
Muito bom uma leitura agradável

Abraços


Enviado por Tópico
Odairjsilva
Publicado: 01/08/2014 19:01  Atualizado: 01/08/2014 19:01
Membro de honra
Usuário desde: 18/06/2010
Localidade: Cáceres, MT
Mensagens: 2794
 Re: Da vida e do Azar
Que beleza! Um belo poema. Gostei muito.


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 06/08/2014 13:54  Atualizado: 06/08/2014 13:54
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29310
 Re: Da vida e do Azar
As vezes nossas almas se fundem em ideologias que se arrasta pelo noss ser, perdendo o prazer de viver. Nossos olhos vem, também sentem o instindo de nosso sou.

belo poema



Temos que fazer das dificundades, sa nossas oportunidade