https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Desilusão : 

MÁSCARAS

 
Tags:  anjo    Demónio    dissimulação    embustes  
 
Queria poder acreditar em tuas palavras.
Não consigo!
Foram tantos embustes até aqui...
Que é difícil acreditar no que proferes.
Dizias me amar.
Mas na calada da noite fazias planos,
trocavas juras de amor com outro alguém.
Covardia!
Para justificar teus erros, me caluniavas.
Vestias capa de anjo e eu de demônio.
Tudo isso para distorcer os fatos.
Continuar com tuas artimanhas.
Dissimulação!
Não posso continuar ao teu lado.
Nem devo!
Pois não sei quem tu és e o que queres de mim.
Mas uma coisa é certa;
Vás continuar mentindo, enganando,
criando personagens,usando máscaras.
Para saciar esta tua sede de trair.


Open in new window


 
Autor
Iolanda Brazão
 
Texto
Data
Leituras
466
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.