https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Eterno Amor

 
Vou limpar meu coração.
Não quero cultivar ressentimentos.
Chega de tormento.
Eu preciso de paz.
Na hora da raiva, quando a dor sufoca...
É normal esbravejar.
O coração magoado chora diante da ingratidão.
As lágrimas correm feito rio.
Devastação!
Para o desengano...
Não há consolação.
Vem o silêncio.
Laços cortados.
Depois de algum tempo...
Reflexão!
Vem o discernimento.
Perdão!
Pois o que foi escrito pelo coração,
com amarras de sangue.
Não pode acabar desta maneira.
Pois este amor é para vida inteira.


Open in new window


 
Autor
Iolanda Brazão
 
Texto
Data
Leituras
404
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 20/10/2015 14:10  Atualizado: 20/10/2015 14:10
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29310
 Re: Eterno Amor
Sentidos que se propaga de dentro de nós, onde os gestos se aclamam, os sentimentos se amam, os olhas se revelam numa deliciosa essência que o amor se funde nas delicias de um ensejo prazeroso