https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Soneto do chorar pelo que não se vai

 

Queria poder ao menos chorar pelo que não se vai,
assim poder ser livre, tentar recomeçar outra vez.
Queria poder chorar, diante do túmulo de um pai,
emudecer, vendo um milagre impossível dessa jaez.

Furto-me criança d’ olhos tristes, mas brilhantes,
esperançosos, sempre de um dia poderem a porta
ver abrindo-se e pelo desvão, contra luzes-hiantes,
vislumbrarem a imagem qu’ao passado transporta.

Queria poder chorar... celebrando um amanhecer,
onde a esperança não se veste do linho do luto,
chorar sobre algo... que escondo no peito resoluto.

Dolorosa é a via do náufrago perdido do escaler,
como no sonho onde a primavera começa em maio.
Preciso poder chorar! Ou nas trevas me desmaio!







[....o peito urge em senões
quando sinto que quero chorar sobre algo muito, muito mais....









irresistivelmente...






irremediavelmente...






apaixonadamente
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
.
..
.
.
.
.
.
.
.
.
.







e renascer.....................................................................................................



















 
Autor
ReflexoContrito
 
Texto
Data
Leituras
253
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
2
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/11/2015 22:44  Atualizado: 11/11/2015 22:44
 Re: Soneto do chorar pelo que não se vai
Declino minhas observações,apenas digo que seu soneto
transcede quanto a mim,para além de um único sentimento a qual é quase palpável para mim.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 12/11/2015 18:20  Atualizado: 12/11/2015 18:20
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29219
 Re: Soneto do chorar pelo que não se vai
Sentidos que choram as essências de uma amargura onde a dor se silência