https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

RESIGNAÇÃO DE SI MESMO

 
Tags:  poesia    antónio botelho    Dornelas    Roberto Botelho  
 
Há muito que tem perdido o jeito
E a alma de poeta apaixonado
De coração engessado ao peito
Em lista de espera ele é esperado

Irá dormir em fogo no seu leito
Na usurpação do amor mais encarcerado
Praticando a paixão sem preceito
Sem que à fisiomenterapia tenha faltado

E é na falta da euforia de se ser
Que este trovador tem sido morno
Quase que deitando a perder
A paixão desde sempre em seu torno.

05 de junho de 2016
António Botelho


Há muito que meus tons melódicos poéticos não se gesticulam em escrita ou sapiência mental, pois eis que o amor chegou e a poesia abafou...

 
Autor
antóniobotelho
 
Texto
Data
Leituras
758
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
3
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
ania
Publicado: 18/08/2016 00:34  Atualizado: 18/08/2016 00:34
Super Participativo
Usuário desde: 28/07/2016
Localidade:
Mensagens: 176
 Re: RESIGNAÇÃO DE SI MESMO
Inspirado e sensível, parabéns pelo lindo poema! abraços, ania..


Enviado por Tópico
MariaSousa
Publicado: 19/08/2016 19:35  Atualizado: 19/08/2016 19:35
Membro de honra
Usuário desde: 03/03/2007
Localidade: Lisboa
Mensagens: 4096
 Re: RESIGNAÇÃO DE SI MESMO
Parei para ler e tenho que dizer que gostei...