https://www.poetris.com/
Sonetos : 

LEMBRANÇAS FOSCAS

 
LEMBRANÇAS FOSCAS

A vestimenta negra destes dias
Estampa roseirais desencantados
É trágico o destino dos sonhados
Finais que acalentei quando sorrias

Mais nada que ilusões, vãs alegrias
Os meus desejos jazem fulminados
Nas águas de plangores dominados
Pelas lembranças foscas, fugidias

À sombra de infortúnios torturantes
O coração se esvai, sucumbe aos poucos
O desamor é tão duro castigo...

Enrosco-me em espinhos vergastantes
Sofrendo desse mal que aflige loucos
Em cada vil delírio estás comigo


Jerson Brito

 
Autor
jersonbrito
 
Texto
Data
Leituras
95
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
23 pontos
3
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 11/08/2017 17:35  Atualizado: 11/08/2017 17:35
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 12689
 Re: LEMBRANÇAS FOSCAS
Mais intricado é bem confeccionado soneto. Domina muito bem essa fera da arte escrita que tanto exige de quem ouse a manuseá-la. Doma com rédeas curtas e é quem dirá o caminho a seguir, sem vacilos. Um prazer ler teus sonetos tão bonitos. Um forte abraço!


Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 17/08/2017 17:09  Atualizado: 17/08/2017 17:09
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 28180
 Re: LEMBRANÇAS FOSCAS
Um belo poema onde as palavras se vestem dos verdadeiros encantos dos sentimentos