https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Vejo

 
Tags:  luz    trevas  
 
Vejo a luz à minha frente
Sinto as trevas atrás de mim
Tento encontrar a chama ardente
E afastar-me do abismo sem fim

Entre onde ambiciono chegar
- O cantinho luminoso do céu -
E o que sei que devo deixar
Encontra-se o ser a que chamo “eu”

Às vezes vivo num mar de agonia
Na mistura do bem e do mal
E em tão grande desenfonia
Sigo pelo caminho acidental

“É por aqui que devo ir?”,
Pergunto, sem ouvir resposta.
Melhor assim, do que ouvir
Que errei na minha aposta

Se é preciso andar, andarei
Mesmo sem saber para onde vou
Se for para cair, cairei
E verão de que raça sou

Tenho em mim apenas luz trémule
Quase um fósforo já queimado
Mas a minha alma é solene
E o coração não viverá acorrentado

Março 2016
 
Autor
sravaka
Autor
 
Texto
Data
Leituras
227
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 20/10/2017 11:29  Atualizado: 20/10/2017 11:29
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29390
 Re: Vejo
Muitas vezes vivemos o desencanto da vida, a dor cala nossos sentimentos de uma maneira que os olhos choram lágrimas sentidas, o coração grita os momentos insanos

Enviado por Tópico
Joel-Matos
Publicado: 29/10/2017 15:02  Atualizado: 29/10/2017 15:20
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Azeitão/Setúbal, Portugal
Mensagens: 2142
 Re: Vejo de longe
Open in new window