https://www.poetris.com/
Poemas : 

APEGO MATERIAL

 
Se eu tiver que partir
vou chorar por deixar
meus bens materiais.
São os meus livros
de poemas:
Cecília, Pessoa, Drummond, Vinicius
que habitam o criadinho de cabeceira
e leio no aconchego sob a luz do abajur.

Se eu tiver que partir
vou chorar por deixar
minha violinha de pinho liso
e cintura feminina
meu violão de voz doce
e companheiro de todas as horas.

Ah... os bens materiais
Se assim posso chamá-los.
Como ainda estou preso a este mundo.


Luiz Felipe Rezende


 
Autor
Luizfeliperezende
 
Texto
Data
Leituras
190
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
12 pontos
6
3
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/03/2018 11:48  Atualizado: 11/03/2018 11:48
 Re: APEGO MATERIAL
Sua poesia realmente me faz imaginar e sentir ...
Gostei!
Um abraço carinhoso em ti poeta!
Laís.


Enviado por Tópico
Juanito
Publicado: 13/03/2018 16:42  Atualizado: 13/03/2018 16:42
Colaborador
Usuário desde: 26/12/2016
Localidade: España
Mensagens: 2504
 Re: APEGO MATERIAL
Gostei muito, meu amigo.

E também gosto desses livros que você tem.

Um abraço e meus parabéns


Enviado por Tópico
MarySSantos
Publicado: 20/03/2018 01:22  Atualizado: 20/03/2018 01:22
Luso de Ouro
Usuário desde: 06/06/2012
Localidade: Macapá/Amapá - BRASIL
Mensagens: 5267
 Re: APEGO MATERIAL
Como é difícil se desapegar do que nos cativa. Gostei muito do poema.

Bjo