https://www.poetris.com/
Poemas : 

Soneto da discordância

 
Com a alma seca o peito gela
Estou entre a cicatriz e a sequela
De ego autoimune e razão doentia
Psicografando versos, eu nunca fiz poesia

Colocando meu desgosto em pauta
Lógica inofensiva em mente incauta
Depressão como artifício, resistência
Filosofar hoje em dia é teste de sobrevivência

Minha coragem é estoica e deficiente
Onde a dor é uma variante invariável
O medo em suma é auto manipulável

Somos dilacerados pelo próprio inconsciente
Onde a consciência é comunismo isento
E o perdão não admite arrependimento


Jeferson

 
Autor
Jdcc1
Autor
 
Texto
Data
Leituras
74
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
4
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
JorgeSantos
Publicado: 22/10/2019 20:19  Atualizado: 22/10/2019 20:19
Da casa!
Usuário desde: 28/06/2019
Localidade:
Mensagens: 273
 Re: Soneto da discordância
Vc também é foda, seja isso sinónimo de bom...


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 22/10/2019 21:52  Atualizado: 22/10/2019 21:52
 Re: Soneto da discordância
mas é foda porquê! uma foda sem mais nada! mAS AFINAL O QUE É QUE SE PASSA AQUI! CARALHO. TU NÃO ME ENGANES MARIA JOSÉ. OLHA QUE... HUMMM
GOSTEI DO SEU POEMA. TENHA UMA BOA NOITE. PAZ...