https://www.poetris.com/
Sonetos : 

Mil palavras, Mil beijos

 
Mil palavras, mil beijos seriam pouco
Para dizer o quanto por ti chamo,
Por isso, grito ao vento como um louco
Vou gritando pela rua que te amo.

E não haverá no mundo ninguém, 
Seja vivo ou morto, que não oiça
O grito apaixonado deste alguém 
Que como a ave do silêncio nunca poisa.

E não há vento ou maré que possa
Invadir meu coração, meu pensamento, 
Como a história que vivemos que é tão nossa.

Chega a noite, vai-se o dia, passa o tempo,
Como a vida vai passando, minha e vossa,
Tudo folhas soltas que voam com o vento.

Ricardo Maria Louro


Ser Poeta é exilio
num pais de condenados
um tormento infinito
de mil olhos rejeitados!

Ricardo Maria Louro

 
Autor
Ricky
Autor
 
Texto
Data
Leituras
90
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Veit
Publicado: 16/05/2020 16:29  Atualizado: 16/05/2020 16:29
Muito Participativo
Usuário desde: 14/12/2019
Localidade:
Mensagens: 74
 Re: Mil palavras, Mil beijos
Adorável leitura.