https://www.poetris.com/
Sonetos : 

Sinto-me deveras cansado

 
Sinto-me deveras cansado
E já nem o sono me vem visitar
Não imagino onde estará acomodado
Mas já não lhe proporcionou bem-estar

E perco-me na cama desesperado
Porque de manhã deveria ir trabalhar
E corro de lado para lado
Penso que estou a alucinar

E observo o vidro embaciado
Do meu sofucante respirar
Até ele parece saturado

Que até o sinto falar
E inocentemente respondi-lhe que não encontro o pecado
Ao qual tudo me acaba por renunciar!!!


28/09/2010


Vermelho e Branco

 
Autor
sisnando
Autor
 
Texto
Data
Leituras
63
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
1
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
IsabelRFonseca
Publicado: 10/08/2020 09:44  Atualizado: 10/08/2020 09:44
Colaborador
Usuário desde: 25/05/2013
Localidade:
Mensagens: 3217
 Re: Sinto-me deveras cansado


São as insónias, as preocupações da vida
neste tempo de pandemia


um abraço poeta Sisnando