https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

esconderijo do amor

 
anda brincar aos esconderijos
vejo-te morto
sem reação
perdido de louco
por minha culpa.
rendo-me às algemas
prisioneira
dos teus versos.
encosto
a minha alma
à tua
lua
transpirando
e
pulsando
com o coração na boca.

não quero saber
de nada mais
estou louca!

Não me deixes ir
agarra-me
prende-me
não acredito que não saibas
que sempre fui tua.

o amor apaga a dor
perdoa
é sutura
aqui
ou em qualquer outro lado
é
união
e
cumplicidade
que perdura.

Duas almas
únicas
apenas

numa.

 
Autor
Abissal
Autor
 
Texto
Data
Leituras
330
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
20 pontos
0
2
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.