Prosas Poéticas : 

Mãe africana

 
Open in new window

Mãe africana,
Em teu pano de capulana,
Cabem todas as dores do mundo:
Dor de nada ter
Pra dar
Dor do querer ter
E nada ter
Dor  em ver teu nené
Dormir sem fuba quente
Dor de parto
Em tua barriga de fome
Dor em ver teu bebé partir
Antes do tempo,
Partir...
Partir pra lá das terras de ninguém.
Dor na dor
Que não tem cura e no tempo
Dura.
Mamã africana,
Em teu regaço de mãe,
Desfilam dores que
Um dia, Deus aliviará,
E teus rebentos serão frutos
De alegria e felicidade,
Daí...
Jamais correrão lágrimas
No silêncio da noite
Jamais ouvirás o cochichar
Das barrigas de fome
Jamais preocuparás
Com o querer ter...
Terás todo o ter e o querer
Ao teu lado, na graça
Do Senhor, teu Salvador.

Adelino Gomes-nhaca


Adelino Gomes

 
Autor
Upanhaca
Autor
 
Texto
Data
Leituras
273
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
1
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 19/06/2024 22:53  Atualizado: 20/06/2024 06:41
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Lisboa/loures
Mensagens: 8424
 Re: Mãe africana
.
.
.
Mamãe guerreira,
Levanta com o sol
E com o sol, dorme
No poente dos sonhos.

Open in new window