Poemas -> Desilusão : 

Memória de uma Flor

 
De repente ela se via sentada naquela pedra
Aquela mesma pedra que testemunhara
Seu lamento mais persistente
Sua carência mais latente
Seu desejo mais íntimo
Seu pulsar mais forte

Ela ali estava
Com sua memória tão viva
Tão alarmante e desejante
Passado e presente confundiam-se
Novamente...

Aquela flor quisera arder na vermelhidão
Daquela textura macia, sedosa, apreciada
Ardentemente desejada...
Queria cheirá-la, acariciá-la
Lambê-la, degustá-la,
Envolvê-la em afagos
Como nunca fora envolvida...

Aquela flor rosa se confundira com a vermelha
E a vermelhidão lembrara a serpente venenosa
A maçã delíciosa daquela Árvore graciosa
De delícias em delícias elas se entrelaçaram
Na ânsia do apetite inesgotável
Foram então, duas flores vermelhas
Duas flores vermelhas sorridentes...
Até que, de repente, alguém à toca
Arrancando-a da sua memória daquilo que não fora.


Preta
20/09/2008


"Poeta é o que tira de onde não tem e bota onde não cabe."

(Pinto do Monteiro)

"A felicidade nada mais é do que boa saúde e memória fraca." (?!)
 
Autor
Preta
Autor
 
Texto
Data
Leituras
3582
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
13 pontos
13
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Kaledfwich
Publicado: 20/09/2008 16:52  Atualizado: 20/09/2008 16:52
Muito Participativo
Usuário desde: 20/09/2008
Localidade: Cotia - SP - Brasil
Mensagens: 60
 Re: Memória de uma Flor
"Aquela flor rosa se confundira com a vermelha
E a vermelhidão lembrara a serpente venenosa"

Gostei especialmente desse verso... Me lembra o pecado... Ou melhor, a noção parca que muitos tem de pecado...
Interessante esta interpetação! Gostei de te ler, e pode ter certeza que lerei mais vezes!
Obrigado pela recepção!
Aquele abraço!

Enviado por Tópico
ailtoninweb
Publicado: 20/09/2008 17:58  Atualizado: 20/09/2008 17:58
Da casa!
Usuário desde: 02/08/2008
Localidade: Rio de Janeiro - Brasil
Mensagens: 203
 Re: Memória de uma Flor
" Aquela flor quisera arder na vermelhidão
Daquela textura macia, sedosa, apreciada
Ardentemente desejada...
Queria cheirá-la, acariciá-la
Lambê-la, degustá-la,
Envolvê-la em afagos
Como nunca fora envolvida..."

Desejos líricos, e lindos, Preta!

Que a flores se unam, se fecundem, e sejam, num amor tão bonito quanto teu poema. Aquilo que ainda não foi, certamente um dia será!

Abraço,

Ailton

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 20/09/2008 18:08  Atualizado: 20/09/2008 18:08
 Re: Memória de uma Flor
Adorei.
Poema lírico.
Belissimo!!

Parabéns, vou voltar para te reler...


beijinhos


Luisa Raposo

Enviado por Tópico
GlóriaSalles
Publicado: 23/09/2008 19:08  Atualizado: 23/09/2008 19:08
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2008
Localidade: Flórida Pta-SP
Mensagens: 2514
 Re: Memória de uma Flor
Rico e lirico Cleide...
O que escreve, vem tão de sua alma,
Palavras que transbordam sentimento...
Por isso encanta e muito.
Bjs.
Open in new window

Enviado por Tópico
Fhatima
Publicado: 25/09/2008 01:50  Atualizado: 25/09/2008 01:50
Membro de honra
Usuário desde: 12/02/2008
Localidade: Joinville - SC
Mensagens: 3336
 Re: Memória de uma Flor
Cleide!

O que esacreves transcende para muito além, vem do coração e transborda em poesia pura e bela!

Meus parabéns!

Beijinhos de luz!

P,S. Voltarei a ler teus poemas, gostei muito!

Fhatima

Enviado por Tópico
António MR Martins
Publicado: 27/09/2008 23:28  Atualizado: 27/09/2008 23:28
Colaborador
Usuário desde: 22/09/2008
Localidade: Ansião
Mensagens: 5058
 Re: Memória de uma Flor
Com nuances de "pecado original" o seu poema é muito bonito. Ele próprio cultiva o amor e faz efervescer todo o seu envolvimento.
Muito bonito (deve ter sido criado por uma pessoa muito bonita!...).
As minhas felicitações.

Enviado por Tópico
GlóriaSalles
Publicado: 30/09/2008 00:17  Atualizado: 30/09/2008 00:17
Colaborador
Usuário desde: 28/07/2008
Localidade: Flórida Pta-SP
Mensagens: 2514
 Re: Memória de uma Flor
Ja comentei abaixo, vim apenas deixar um beijo querida.
Open in new window

Enviado por Tópico
Batista
Publicado: 06/10/2008 20:09  Atualizado: 06/10/2008 20:09
Super Participativo
Usuário desde: 02/10/2007
Localidade: Setúbal
Mensagens: 147
 Re: Memória de uma Flor
Como uma situação faz ligar uma memória dispersa em ondas de emoções. Uma pequena flor, uma mera mas simples e no entanto rica (em memórias) flor. Faz parar o momento do tempo e deslocar-nos no espaço.
Perfeito!
Meus parabéns.

Enviado por Tópico
deusaii
Publicado: 10/10/2008 15:36  Atualizado: 10/10/2008 15:36
Super Participativo
Usuário desde: 08/10/2008
Localidade: Madeira
Mensagens: 174
 Re: Memória de uma Flor
belo seu poema, muito lindo mesmo.

Enviado por Tópico
Árvore
Publicado: 29/10/2008 00:24  Atualizado: 29/10/2008 00:24
Participativo
Usuário desde: 30/01/2008
Localidade: Salvador, Bahia.
Mensagens: 29
 Re: Memória de uma Flor
Muito belo, mas isso todos sabemos. Minha angustia e alegria ao ler a Memória de uma flor é causada pela confusão e mistura do texto/autor, leitor/personagem.

“Aquela flor rosa se confundira com a vermelha
E a vermelhidão lembrara a serpente venenosa
A maçã delíciosa daquela Árvore graciosa”

Até quando sou leitor ou personagem? Até quando és autora ou o próprio texto?

Como é belo o seu poema (MINHA) Preta! Mas acredite, luto com as minhas diversas interpretações ao lê-lo.

Talvez fosse eu o mais hábil leitor de seus textos, mas me vejo, de fato, como um certo ignorante...

PARABENS!

Enviado por Tópico
crissales
Publicado: 28/12/2008 20:32  Atualizado: 28/12/2008 20:32
Super Participativo
Usuário desde: 20/09/2008
Localidade:
Mensagens: 129
 Re: Memória de uma Flor
lindo o poema, mas por que nao lembrar de bons momentos,ou nao tivste nenhum, se nao vou ficar torcendo pra que os tenha para querer nao somente saude mas tambem memorias.
pessoas sem memorias é como um livro que nunca foi aberto.

Enviado por Tópico
Preta
Publicado: 06/01/2009 19:42  Atualizado: 03/03/2016 17:35
Muito Participativo
Usuário desde: 12/08/2008
Localidade: Salvador - Ba, Brasil
Mensagens: 53
 Re: Memória de uma Flor
Olá, querida "Crissales".
Obrigada pelo elogio ao poema "Memória de uma flor" e pelo atencioso comentário sobre a frase "Felicidade nada mais é do que boa saúde e memória fraca".

Abraços.

Enviado por Tópico
AntóniodosSantos
Publicado: 20/01/2009 22:15  Atualizado: 20/01/2009 22:15
Colaborador
Usuário desde: 10/12/2008
Localidade: Lisboa
Mensagens: 997
 Re: Memória de uma Flor
Um poema simplesmente LIINNNDDDDOOOOO....

Gostei mesmo muito ... reli várias vezes...

Com un Xi-coração

de António dos Santos