https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Charco

 
Tags:  charco  
 
Charco
 
Se chover na madrugada em que eu procuro o meu caminho,
Será vaga a nostalgia que outro charco faz viver
A canção lânguida e lenta de quem vai devagarinho
Em cada charco uma mágoa que não se pode esquecer.

Tenho ideias que não tenho, sentimentos que não sinto,
Sou imagem de outra imagem que se fez não sei de quê,
Procurando a minha rota, descobrindo o que não minto,
E o que minto atiro fora para nascer outra vez.

Não sou forte nem sou pedra nem sou muro levantado,
Nem sou obra que se erga pouco a pouco, tempo afora.
Antes sou, como uma ideia que se despe do passado,
Uma planta enraizada na sina da sua hora.

Se chover na madrugada em que eu procuro o meu
caminho
E eu cair em cada charco mas seguir por onde vou,
Deixarei de olhar no rio de todos, mas tão baixinho,
Porque é mais profundo o charco onde o que vejo é o que sou.


A Poesia nao é de quem a escreve, mas sim de quem a usa" - Pablo Neruda

 
Autor
Zorlack
Autor
 
Texto
Data
Leituras
988
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
14 pontos
6
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 14/02/2009 11:13  Atualizado: 14/02/2009 11:13
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: Charco
"Não sou forte nem sou pedra nem sou muro levantado,
Nem sou obra que se erga pouco a pouco, tempo afora.
Antes sou, como uma ideia que se despe do passado,
Uma planta enraizada na sina da sua hora. "

Isto só pode ter sido escrito por alguém com muito talento, que trata as palavras por "TU" e repito,
alguém com quem me identifico pela consistência do que escreve.
Abraço e Parabéns!
Vóny VFerreira


Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 14/02/2009 12:09  Atualizado: 14/02/2009 12:09
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8225
 Re: Charco
Se a tristeza nos levar ao charco não nos confundamos com ele. O teu poema não é de charco é de vida e madrugada com o sol a caminho. Bonito sentir. Abraço


Enviado por Tópico
adelaidemonteiro
Publicado: 14/02/2009 22:08  Atualizado: 14/02/2009 22:08
Colaborador
Usuário desde: 01/01/2009
Localidade: miranda do douro/Sintra
Mensagens: 733
 Re: Charco
Ó meu amigo Filipe,
Mais um para a doce colecção.
A Vony, disse tudo e assim sendo, fico-me por aqui.
Beijão

Adelaide