https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

Menti-lhe

 
Menti-lhe uma vez
Insensata como nunca fui…
Condicionada pelo medo do depois,
O antes ilusório,
O durante magnífico.
O depois trágico,
Sempre trágico!
Que adianta falar-lhe de amor?
Quando de mim ele só quer os factos.
Dar-lhe a descrição de um momento,
Pode camuflar a beleza que vivemos.
Divulgar, poderá quebrar o que nos une.
Mentir, castrou-me a lealdade.
Deu um novo conceito condicionado
Ao que mais prezo: a amizade.
Mas como definir um sentimento
Maior do que o poder das palavras?
Mais belo que o sorriso de uma criança
Mais terno que o colo de uma mãe?
Só assim poderia entender
Porque me escondo na negação,
De uma verdade que escondo
Com medo, não da crítica,
Mas que um simples olhar,
Reduza à lógica,
O que de mais grandioso
E trágico encontrei…
…o amor!



Carla Veiga Ribeiro

 
Autor
Carla Veiga Ribeiro
 
Texto
Data
Leituras
852
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Tytta
Publicado: 23/05/2007 20:23  Atualizado: 23/05/2007 20:23
Colaborador
Usuário desde: 22/02/2007
Localidade: Portugal
Mensagens: 789
 Re: Menti-lhe
Querida Carla,
quem ama confia em algo para lá das mentiras!
Jinhos, Tytta