https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens de lordbyron

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares de lordbyron

Acessem minhas páginas:

COMUNIDADE GABRIEL RÜBINGER
http://www.orkut.com.br/Main#Community?cmm=95296090&refresh=1

COMUNIDADE ROMMEL WERNECK
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=33540580

COMUNIDADE POESIA RETRÔ
http://www.orkut.com.b

LAVA LASCIVA

 
 
LAVA LASCIVA

Lava lasciva, lúgubre que lava
O fluxo desta vida tão flexível...
Ela, lépida, lânguida e inflexível
Lúbrica, lacrimal, lasciva lava!...

Lava lasciva límpida que leva
Tudo e todos, flui livre e libertina,
Desliza, escorre, desce e se releva!
Fluxuosa letal bela neblina...

Lava lasciva lívida e veloz,
Que transforma, converte este reduto
No céu mais flamejante e mais feroz!

Aos homens e mulheres impõe luto,
A tudo e todos, lança ardor interno...
Lava lasciva, fogo negro e eterno!

Rommel Werneck

http://www.youtube.com/watch?v=X8yBwylxL00
 
LAVA LASCIVA

NOITE SILENCIOSA

 
Agora, as noites são longas, vazias...
Oh! Triste madrugada torturosa
Que através destas brisas más e frias
Revela uma amplidão silenciosa!

Agora, só ficaram nostalgias,
Noite lenta, simplória e tenebrosa,
Silêncio intenso e fúnebre. Sombrias
Névoas cobrem a Lua lacrimosa...

Na noite em que eu não estava assim, sozinho...
As horas não passavam devagar.
Anjo flor rapidez vida cantar

Amor bonança dor saudade infinda!
Depois daquela noite alegre e linda,
Perdido estou por este descaminho.

Acessem http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rommelwerneck
e vcs verão todos os poemas
 
NOITE SILENCIOSA

LOST PAST

 
 
LOST PAST

Amo-vos minhas pálidas lembranças
Banhadas nas cascatas mais oníricas
Amo-vos pelas vozes belas, líricas...
E por jamais trazerdes esperanças!

Amo-vos meus pecados infinitos,
Máculas de redutos infernais
Que trilham por locais celestiais,
Onde se escutam meus lívidos gritos...

Não há como matar este passado!
Não há como viver este presente!
E o amor? Deixa de lado o que se sente?

Mancha lembrança mácula pecado
Um futuro que nunca morrerá...
Um passado que nunca chegará...

ACESSE TODOS OS MEUS POEMAS EM: http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rommelwerneck
 
LOST PAST

COMO TE CONTEMPLO!

 
 
COMO TE CONTEMPLO!

Ah! Como eu te admiro! Como te contemplo!
Tu disseste sim ao nosso Deus Senhor
Foste tu o belíssimo e sublime templo
Em que foi gerado o Filho Salvador

Quero seguir tuas frases e teu exemplo!
Eis aqui o menor servo do Redentor...
Ah! Como eu te admiro! Como te contemplo!
Minha alma engrandece ao Deus do grande amor...

Eu, que nem o amor de meus próximos tive
Descobri um amável pai chamado Deus
E que minha Mãe Santíssima em mim vive

Jesus, seguirei pra sempre os passos teus
Pela obediência, pobreza e pureza
Pra viver na mais triunfante nobreza!

Acessem http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rommelwerneck
e vcs verão todos os poemas

Acessem: www.poesiasacra.blogspot.com
 
COMO TE CONTEMPLO!

CAJADO

 
 
Até agora, foste meu grande parceiro
Nas vidas de nossa excelsa trajetória.
E nas aventuras vivas da memória
Mereceste o título de cavalheiro

Sim! Sobrevivemos ao desfiladeiro
E ao pico do monte chegamos com glória
Do alto, contemplamos nossa bela história:
Os passos que demos pelo mundo inteiro

De minha presença a vida já reclama
Prostro-me diante de Deus para orar
E dizer, cajado, que te amo, meu amigo

Se te segurar, às vezes, não consigo
Perdoa-me, minh' alma morta te clama
Eu já não consigo mais me suportar.

Acessem http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rommelwerneck
e vcs verão todos os poemas
 
CAJADO

SONETO

 
 
Os braços azuis, calmos e serenos...
A face opaca, a tez cheia de neve
Num movimento lento, puro e breve
O segredo de todos os venenos!

Os olhos leves, neutros e vazios
Um corpo etéreo, pálido e celeste
O perfume presente nesta veste
A boca, objeto d'alma, toques frios...

Tudo isto constitui um sonho sensível
Repleto de reflexos e figuras...
Angelicais lembranças brandas, puras...

Alvas formas sublimes, sonhos plenos...
Vida real, verdade, algo possível...
O segredo de todos os venenos!

Acessem http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rommelwerneck
e vcs verão todos os poemas
 
SONETO

 
Só! Sem bonança dança, luz, ó luz!
Na solidão perpétua do viver...
Só! Com medo segredo, cruz, ó cruz!
No luto eterno deste alvorecer...

Só! Sem amor calor, alguém, ó alguém!
Na necrópole lúgubre e perdida...
Só! Com sombra que assombra, alguém, ó alguém!
Na floresta sangüenta desta vida...

Só! Chorando exalando negro sangue,
Sangue horrendo, infeliz, morto e ruim,
Morto e ruim querendo amor e dó,

Dó e caritas, amor, tudo tão só.
Só! Sem cor, sem ninguém, sem luz, sem fim!
Afundando-se neste rubro mangue...

Eu e Sandra Soares lendo o soneto Só
http://www.youtube.com/watch?v=vESrJZGNsfU

http://www.youtube.com/watch?v=yUdef3JfLXY

Acessem http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rommelwerneck
e vcs verão todos os poemas
 
SÓ

O TEMPO ME RESPONDERÁ

 
 
Parado. De pé. Sentado. Genuflexo.
Perdido na vida e rezando um rosário...
Perdido na vida e sempre solitário...
Vendo no chão, lúgubre e torto reflexo.

Eu, o pródigo filho, inconstante e disperso
Pensando naquele passado lascivo...
Pensando naquele grande sonho esquivo...
Vendo no chão, um jovem cansado e perverso.

Oh! Dúvidas! Oh! Quantas inseguranças!
A vida-- vazia estação em que se espera...
Oh! Dúvidas! Oh! Quantas desesperanças!

O que eu quero ser? O que acontecerá?
Como viver nesta triste primavera?
O tempo, só o tempo me responderá!

Acessem http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rommelwerneck
e vcs verão todos os poemas
 
O TEMPO ME RESPONDERÁ

CÉU VERMELHO

 
CÉU VERMELHO

Resplandecem no céu mil tons vermelhos
Incendiando tudo, o lago e a neve.
Foi o tempo de dobrar os meus joelhos,
E desejar que tudo fosse leve...

Pouco a pouco, a confusa vida escreve
Maldições negras, únicos conselhos...
A minha alma cansada se descreve
Como um mar de antiguíssimos espelhos.

Prossegue a morte, bela primavera,
E me persegue a mórbida pantera...
Malgrado esteja duro e rubro o céu!

Eu sei que nesta Terra tão cruel
Tu me farás vencer o triste jogo,
E não me deixarás arder no fogo.

Rommel Werneck
 
CÉU VERMELHO

GIRASSOL

 
GIRASSOL

Dança, Mitra, revela a juventude
Rodopiando pelo Sol feliz!
Dança expondo a sublime pulcritude
Do corpo sem nenhuma cicatriz...

Canta, Mitra e nos leva à plenitude
Vestindo e revestindo a brisa gris
De cores ardorosas de amplitude,
Seja a brisa a suprema imperatriz!

Surja, Mitra, na ausência do Rei Sol,
Nestes versos tão simples e minúsculos...
Sê meu guia, rapaz, o meu farol!

Gira, Mitra, mostrando os grossos músculos!
Lascivamente dança, girassol!
Aurora de tantíssimos crepúsculos!

Rommel Werneck
 
GIRASSOL

PÁLIDO PECADO

 
 
Oh! Pálido Pecado da gris Morte
Numa misteriosa e bela dança!
O jogo dos olhares... Esperança!
O movimento quente, lindo e forte...

Oh! Pálido Pecado que em mim lança
Fascínio, sedução... Oh falsa sorte
Que me deixa sem luz, céu, vida e norte!
Maldita e imaculada! Triste dança!

Oh! Pálido Pecado... Juventude...
Dança, dança, divina grã-beleza!
Dança, dança, lasciva grã-pureza!

Dança sem fim, desejo atormentado...
Virtude escura... Pálido Pecado...
Oh! Pálido Pecado de virtude!Oh! Pálido Pecado da gris Morte
Numa misteriosa e bela dança!
O jogo dos olhares... Esperança!
O movimento quente, lindo e forte...

Oh! Pálido Pecado que em mim lança
Fascínio, sedução... Oh falsa sorte
Que me deixa sem luz, céu, vida e norte!
Maldita e imaculada! Triste dança!

Oh! Pálido Pecado... Juventude...
Dança, dança, divina grã-beleza!
Dança, dança, lasciva grã-pureza!

Dança sem fim, desejo atormentado...
Virtude escura... Pálido Pecado...
Oh! Pálido Pecado de virtude!
 
PÁLIDO PECADO

LUA LACRIMOSA

 
LUA LACRIMOSA

Não chores, lacrimosa e nívea Lua!
Se algo que falei agora te magoa,
Perdoa-me por vil lágrima tua
Que em ti desliza e em mim, na alma, ressoa!

Não chores, não destruas a beleza!
Por minha causa, por causa do amor
Eu não quis te causar nenhuma dor
Sabes que te amo, Musa da Pureza!

Mas, mesmo sendo à noite, a sinfonia,
Ficarias mais linda sendo rosa...
Ficarias mais linda sendo estrela...

Tu, se me amares, pálida e tão bela
Deixarás de ser lua lacrimosa
E serás o Sol, luz, fonte do dia!

ROMMEL WERNECK

Acessem http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rommelwerneck
e vcs verão todos os meus textos.
 
LUA LACRIMOSA

JOIA

 
 
O vaso de alabastro e de oferendas
Dedicado ao supremo deus Sol: Febo...
''Eu te dediquei mil flores e prendas,
Pálido virgem, lânguido mancebo! ''

Augusta forma, fino vaso helênico,
Obra de arte perfeita e tão brilhante...
'' O teu corpo expressivo, belo e cênico
Brilha perfeitamente, casto amante! ''

O vaso pagão, jóia das grandezas,
Do qual o povo longínquo se serviu,
Louvado é por museus priscos, tristonhos....

'' Mas teu corpo que nunca se sentiu,
Ícone da pureza das purezas,
Só por mim é adorado em doces sonhos! ''

Acessem MINHA PÁGINA NO RECANTO DAS LETRAS
http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rommelwerneck
e vcs verão todos os poemas
 
JOIA

MEU PASSADO

 
'' Abro a janela, quanta luz...'' Rinaldo Gissoni

Algumas vezes, ponho-me à janela
Serenamente, toca-me uma luz....
Algo azul, bom ardor que me seduz!
Verdadeira lembrança meiga e bela.

Vários seres desfilam para mim.
Passam leves, sutis e evanescentes...
Cravos lívidos, mortos, displicentes
Que brotam neste meu triste jardim...

Em ti, janela, quanto medo e horror!
Quanta distância, quanta dor, maldade...
Tu te tornaste a imagem do pavor!

Por isto, quando eu vejo algum ser mágico
Que deveria ser felicidade,
Vejo o como este meu jardim é trágico!

Acessem http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rommelwerneck
e vcs verão todos os poemas
 
MEU PASSADO

LADO OBSCURO

 
[b][color=330033]LADO OBSCURO


Lado obscuro no dorso branco e nu...
Ah! Que carne vestida de alvo leite!
Nos teus músculos mui quero deleite.
A lascívia que lambe o lírio cru...

Tu tens asas sombrias de urubu...
Pois se tu me revelas claro enfeite,
Não, não há luz, portanto, que se deite
No tecido mais lúgubre que és tu!

Tudo corre entre sombras e mais luz...
O teu corpo de Cáucaso, algo impuro,
Ao terrível negrume me conduz!

Tu és nívea luxúria, sol no escuro,
O mais cândido luto que reluz.
Porque é vida raiada o lado obscuro!

Rommel Werneck
ANTOLOGIA ENCANTOS DO BRASIL, MADIO EDITORA

Comprem pelo e-mail cecilia@madioeditorial.com.br

POESIA DE SEMPRE PARA SEMPRE
www.poesiaretro.blogspot.com

Presente eterno, anti-panfletarismo, anti-"auto"-ajuda, versos livres bem cuidados e promoção dos versos regulares. Promoção da poesia sacra, expressão dos valores dos povos. Promoção do soneto, rondel, ghazal e formas fixas.
 
LADO OBSCURO

LAVA LASCIVA

 
 
Lava lasciva, lúgubre que lava
O fluxo desta vida tão flexível...
Ela, lépida, lânguida e inflexível
Lúbrica, lacrimal, lasciva lava!...

Lava lasciva límpida que leva
Tudo e todos, flui livre e libertina,
Desliza, escorre, desce e se releva!
Fluxuosa letal bela neblina....

Lava lasciva lívida e veloz
Que transforma, converte este reduto
No céu mais flamejante e mais feroz

Aos homens e mulheres impõe luto,
A tudo e todos, lança ardor interno...
Lava lasciva, fogo negro e eterno!

ROMMEL WERNECK

TODAS AS POESIAS MINHAS EM: http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rommelwerneck
 
LAVA LASCIVA

PROFECIA

 
 
PROFECIA

Um dia, tu estarás em pleno choro
Sangrando em negras lágrimas a terra
As almas do passado em grave coro
Declararão a ti a mais suprema guerra

O castelo dourado e azul morreu
E a vida continua em triste pranto
Eis aquilo que nunca se esqueceu
E que conduz o azedo e amargo canto

Um dia, tu estarás em forte grito
Que tingirá de luto o sonho pulcro
E assim se cumprirá a tal profecia

O futuro será pra sempre aflito
Nós que estamos em lúgubre agonia
Seremos então um único sepulcro.

Soneto vencedor em segundo lugar do Concurso Vale das Sombras.

Acessem http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rommelwerneck
e vcs verão todos os poemas
 
PROFECIA

ANJO MORTO

 
ANJO MORTO

Só e perdido na mais negra necrópole,
Encostado na cruz de um vil sepulcro,
Revelando um sorriso puro e pulcro
No mais distante ponto da metrópole.

Anjo defunto, corpo cadavérico...
Carnes magras, sublime e santo rosto,
Em que o célere tempo deixou posto
Um grito morto, um canto forte e histérico.

Apetecido, surge ele tão vivo,
Pra eu cometer meu próximo delito.
Dragão que se aproxima tão lascivo,

E me deixa perdido em mais conflito,
E crava em mim seus dentes diabólicos,
E vê graça em meus olhos melancólicos!

Rommel Werneck
 
ANJO MORTO

TRIUNFAI, REDENTOR!

 
TRIUNFAI, REDENTOR!

Ave, Cristo ascendendo ao grande céu!
Ave adorada neste movimento,
Vós que viveis no Santo Sacramento,
Adornado sejais de manto e véu.

Triunfai, Redentor, ó na Ascensão!
Cordeiro sacrossanto imaculado
Triunfai, Redentor, ó Coração!
Homem das Dores, ó crucificado!

Nebulosa de cores e de brilho,
Eis o elixir do Rei, sangue de amor,
Manjar supremo, carne que nos salva!

Triunfai, Redentor ó belo Filho!
Sois a água mais eterna, a luz mais alva!
Triunfai, Triunfai, ó Redentor!

Rommel Werneck
 
TRIUNFAI, REDENTOR!

DORMINDO

 
Durma! Não faz frio e nem quente. Só morno!
Imagina o quão suave é a tua cama
Enquanto eu contemplo teu forte contorno
E em mim brilha terna e escuríssima flama

Sonha! Tu és lânguida pérola e adorno
Da noite bonita que tanto te chama
A um sonho perfeito sem dor ou transtorno
Pois tal como eu a fúlgida noite bem te ama

Raia a aurora augusta e nunca em desadorno
Que p'ra ti um soneto sublime declama
Surgindo o Sol Rei em fulgor de pleno forno

Durma e sonha, pois o Sol já se embalsama
E a lua planeja o próximo retorno
Durma minha pérola, lânguida dama!

Este soneto faz parte do I E-BOOK POESIA RETRÔ PUBLICADO!!! PDF
Baixe o material GRÁTIS aqui... http://recantodasletras.uol.com.br/e-livros/1686286

Acessem http://recantodasletras.uol.com.br/autores/rommelwerneck
e vcs verão todos os poemas
 
DORMINDO



sempre seu,
Rommel Werneck
www.poesiaretro.blogspot.com