https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

QUE VIDA DE ESBARRÕES BESTAS

 
Tags:  encontro    desencontro  
 


Gê Muniz

QUE VIDA DE ESBARRÕES BESTAS

Ela se arrasta pelo corredor
Modorrenta, esquelética,
Arqueada e emudecida...

Um cobertor pardo
Veste seu dorso em concha.
Por um brevíssimo instante
Desarqueia a fronte e me vê...
Faço menção de sorrir-lhe

Ela não me cumprimenta
Volta a baixar a vasta testa
E nada mais mudará nessa vida
Nem para mim, nem para ela.
- Que vida de esbarrões bestas –
 
Autor
GeMuniz
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1777
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
16
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/12/2010 13:42  Atualizado: 14/12/2010 13:42
 Re: QUE VIDA DE ESBARRÕES BESTAS
Está muito bem exposto o sentimento neste poema. Cada pessoa vive no seu próprio mundo, ignorando muitas vezes as necessidades emocionais dos outros.

Abraço

MÁRCIA ROSAS


Enviado por Tópico
VónyFerreira
Publicado: 14/12/2010 13:49  Atualizado: 14/12/2010 13:49
Membro de honra
Usuário desde: 14/05/2008
Localidade: Leiria
Mensagens: 9702
 Re: QUE VIDA DE ESBARRÕES BESTAS
Há pessoas assim e momentos em que isso
nos incomoda imenso.
Boa forma de DESTACAR sentimentos, Ge.
Bjs
Vóny Ferreira


Enviado por Tópico
carolcarolina
Publicado: 14/12/2010 14:27  Atualizado: 14/12/2010 14:27
Colaborador
Usuário desde: 24/01/2010
Localidade: RS/Brasil
Mensagens: 9300
 Re: QUE VIDA DE ESBARRÕES BESTAS
Amigo Poeta Gê!

As vezes encontramos pessoas assim.
Mas são dores e mágoas guardadas que as tornam assim.Para elas nada vai mudar mesmo,o poeta tentou esboçar um sorriso, mas há os que nem as olham. Certamente seu pobre coração não crê em mais nada.
Belo e verdadeiro poema!
Bjo no coração
♫Carol
Open in new window


Enviado por Tópico
Conceição Bernardino
Publicado: 14/12/2010 15:02  Atualizado: 14/12/2010 15:02
Colaborador
Usuário desde: 22/08/2009
Localidade: Porto
Mensagens: 3332
 Re: QUE VIDA DE ESBARRÕES BESTAS
olá Gê,

E assim vai o mundo...orgulhoso,

parabéns pelo enorme poema

beijo


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 14/12/2010 15:45  Atualizado: 14/12/2010 15:45
 Re: QUE VIDA DE ESBARRÕES BESTAS
gostei do poema parabens


Enviado por Tópico
gil de olive
Publicado: 14/12/2010 16:11  Atualizado: 14/12/2010 16:11
Colaborador
Usuário desde: 03/11/2007
Localidade: Campos do Jordão SP BR
Mensagens: 5046
 Re: QUE VIDA DE ESBARRÕES BESTAS
E vamos esbarrando pela vida! Gostei do texto! Linda tarde!


Enviado por Tópico
anakosby
Publicado: 14/12/2010 16:28  Atualizado: 14/12/2010 16:28
Colaborador
Usuário desde: 12/04/2010
Localidade: Torres
Mensagens: 1739
 Re: QUE VIDA DE ESBARRÕES BESTAS
Mas em uma qualquer sexta
num fim de uma semana besta
estava virada do avesso
fingi que dei um tropeço
e esbarrei vontade
disse então para ela:
"desculpe-me dona felicidade!"

BEIJO!


hehehehe!


Enviado por Tópico
Ledalge
Publicado: 14/12/2010 17:08  Atualizado: 14/12/2010 17:08
Colaborador
Usuário desde: 24/07/2007
Localidade: BRASIL
Mensagens: 6880
 Re: QUE VIDA DE ESBARRÕES BESTAS
Texto muito reflexivo que abarca a questão da indiferença.

Abraço amigo Ge