https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

OUTRO MAR

 
Tags:  mar    álcool    outro    bebedeira  
 
Vejo a afogares-te
no primeiro copo.
É impossível amares-te,
a meus olhos és louco.
Como é que ainda não reparaste
que isso te mata aos poucos.

Mudas-te de cor para tinta
e tens forma de uma garrafa.
A tua palavra não evita
o sangue que a bebida abafa,
pois é o sangue que fala por si,
já não ficas em pé por ti.

Afundas-te mais uma vez nesse gesto banal.

Há melhor maneira de resolver problemas
e com a bebedeira não ganhas emblemas.

Fazes coisas de quem não pensa,
amanhã não me fales mal
por evitar a tua sentença.

Já caís-te na cama com o corpo mole
e vejo o resultado de ''só mais um gole''.
 
Autor
GDS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
810
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
3 pontos
3
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 07/01/2011 12:35  Atualizado: 07/01/2011 12:35
 Re: Outro mar
E entre um gole e outro a razão se esvai...

Gostei,

Abraço

Enviado por Tópico
belarose
Publicado: 07/01/2011 12:37  Atualizado: 07/01/2011 12:37
Colaborador
Usuário desde: 28/10/2010
Localidade:
Mensagens: 9026
 Re: Outro mar
Bom dia! O resultado é uma bela ressaga rsrsrs,gostei de te ler bjs.

Enviado por Tópico
GDS
Publicado: 07/01/2011 12:45  Atualizado: 07/01/2011 12:45
Novo Membro
Usuário desde: 05/01/2011
Localidade: Porto - Portugal
Mensagens: 7
 Re: Outro mar
Obrigado.
Ainda bem que gostam,
:D