https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

ESCRAVO DA VIDA

 

ESCRAVO DA VIDA


Nado pobre
Arredado da sorte
Com pouco se cobre
É preso à morte,
Trabalho constante
Ao sol e à chuva
Labor incessante
De dia ou de noite
Num mundo distante
Alguém há que chora
Por medo ao açoite
Pela fome que ignora
Mágoas e lamurias
Dissabores de agora
Por falhas e incúrias
A felicidade é ausente
O medo é presente
Não chega a perceber
Como o tempo passou
Só ao perecer
Sabe que se libertou




animarolim . 2011-01-20

 
Autor
animarolim
 
Texto
Data
Leituras
1204
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
AnaCoelho
Publicado: 20/01/2011 23:29  Atualizado: 20/01/2011 23:29
Colaborador
Usuário desde: 09/05/2008
Localidade: Carregado-Alenquer
Mensagens: 12083
 Re: ESCRAVO DA VIDA
Trabalha-se luta-se e o cansaço toma conta da vida...

Beijos