https://www.poetris.com/

Poemas minimalistas

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares da categoria poemas minimalistas

Espera ...

 
Estou á tua espera como de costume
Já espalhei os teus aromas prediletos
No meu peito, já se acendeu o lume
Pra degustar teus desejos, secretos…
 
Espera ...

leio o silencio

 
 
mordo as horas
para ouvir o grito da tarde
que se cala, feroz

poxa, queria fosse
o tempo um alazão veloz
levando-me até às nuvens
quem sabe...
onde troveja tua voz?

nas páginas varridas
nem vestígios dos
teus versos,
sobrevoo linhas
de um silencio atroz

os dias morrem,
meu amor,
morrem os dias,
neste tempo
carente de nós.
 
leio o silencio

Olhos

 
Olhos dos meus encantos
De todos os encantos teus
Os seus feitiços são tantos
Que enfeitiçaram os meus.
 
Olhos

Me dá um abraço…

 
Me dá um abraço…
 
O calor dum abraço afetuoso,
abre todas as portas d’alma
e cede paz eterna ao coração.

Adelino Gomes-nhaca
 
Me dá um abraço…

Letras de Vidro

 
.
.
.
.
.

Letras de Vidro
por Betha Mendonça

as letras estalam
ruídos aos ouvidos
feridas na mão...

versos quebrados
não doem na carne
nem n’alma...

caem tinta ao chão:
na poça o poema,
que você não leu!

*Poemas para Ulisses
 
Letras de Vidro

Atalhos da vida

 
Atalhos da vida
 
Nos atalhos da vida
Usa-se retalhos
Pra remendar feridas
Abertas por apatia

Adelino Gomes-nhaca
 
Atalhos da vida

"dias de glória"

 
veio ela
em rubra
fita na testa e
o peito
com blusa
aberta

palavras
em comoção
enchiam
mãos de revolução

era ela
a luta
sangrando
no papel

era ela a poesia
sem regras
sem leis
sem quartel
 
"dias de glória"

é prioridade, ouvir (te)

 
ecoa,
tiquetaqueante,
na memória
teus sonidos

lembranças
apenas
já não faz
sentido

já dura a fome
[por muitos dias]

e o pão que falta
é teu sorriso
 
é prioridade, ouvir (te)

Riscos

 
Riscos
 
Imagem Google

Tudo começa assim em branco,
Pega num lápis e faz um traço,
E depois uma variante de belos riscos,
E nasce um monte de belos riscos
Uma vida, num monte de belos riscos ...

Já chega! a vida não é um livro de poesia é uma antologia....

By.Quandoachuvacai /A.C.O.R
 
Riscos

Na ausência das palavras

 
Na ausência das palavras
 
Na ausência das palavras,
Olhos falam
E corações entendem
O que nos vai n’alma,
Isto, se não forem os de ferro

Peta
 
Na ausência das palavras

O cais dos sentimentos

 
O cais dos sentimentos
 
Quando
as emoções forem tantas,
o sentir se junta
a exaltação d'alma,
e as lágrimas invadem
o cais dos sentimentos,
e nada mais há a fazer,
senão, fundir abraços
no calor do abraço.
 
O cais dos sentimentos

sem meias medidas

 
meço.me contra um muro alto, alto
mesmo alto
mesmo de saltos rasos e sem meias

sou alta , alta, mesmo alta

pelo modo como rastejam as girafas
para dentro e para fora da minha sombra

sou alta, alta, mesmo alta.
mesmo de saltos rasos e sem meias...
...medidas
 
sem meias medidas

O Dissabor

 
O Dissabor
 
Neste mundo hospedeiro,
O sol arde em todas as frentes,
Aqueça-te à tua maneira
Eu me aqueço à minha
E que ponhamos de lado o dissabor

Adelino Gomes-nhaca
 
O Dissabor

Coração!

 
Coração!
 
Talvez seja um coração falante!
Um coração tagarela, amante!
Um coração risonho cheio de amor,
Gosto de ti como toda esta cor
criativa do sentir, te amo sem problema algum
de dizê-lo, te amo, te amo como todas as coisas existentes!
Se não existisse não existia tal sentimento!
Se não existisses o que seria então de mim?
Se te sinto cantando no meu peito, e se te amo, que mais posso quer?
Se não este lindo amor, estas cores que preencheram o meu olhar
e escrevendo meu amor, eu te amo(…)

Quandoachuvacai/acor

https://acor13.blogspot.com/2020/03/coracao.html?m=1
 
Coração!

à beira

 
 
se é sol que te percorre
vejo estrelas pululando afoitas
em teu dorso

se é luar, prata derretida
é adorno
tremeluzindo no teu corpo.

atravessas
meus olhos em saltos
como riacho nos cascalhos

à margem sou flor miúda
reluzindo brilhos respingados
 
à beira

ecdise

 
 
para abraços
dois casacos
bastam

um para aquecer
e outro para acolher

no demais
a nua andança sempre conquista
resistente
outras peles
para provimento
 
ecdise

Sabe senhor!

 
Sabe senhor!
 
Sabe senhor, você que lê esse livro
que os meus olhos não lê o título !
Sabe senhor, esse banco que se senta
é onde muitas histórias acabaram
e onde muitas histórias começaram !
e onde muitos pássaros pousaram
e muitos sorrisos que já sorriram !
Sabe senhor, esse banco é só um banco
entre muitos bancos onde seres choram,
e sorriram(…)
Sabe Senhor! sentou-se nas minhas memórias!
Fique confortável nas suas mais longas leituras
pois o banco é de muitas histórias!
Eu sei que isto vou ler nesse mesmo lugar!
Este banco será sempre lembrado a quem nele sentou!
Leia senhor!leia senhor,leia senhor!
Muitas histórias começam aqui (...)

Quandoachuvacai/acor

https://acor13.blogspot.com/2019/02/sabe-senhor.html
 
Sabe senhor!

Manhã

 
Céu azul manhã.
dançam os pássaros,
acordam o sol.
 
Manhã

Incêndio

 
O incêndio instalou-se no meu peito
Entre meus braços trêmulos
Choro um não regresso
No negrume da noite
De céus sem estrelas
E vagalumes despedaçados
Nunca saberemos porquê
A certeza de uma perda
O sangue nos olhos
Uma última pausa, respiro
Arde-me a ausência
A cegueira eclipsada
No temido espaço do não
 
Incêndio

Morreu de amores

 
Morreu de amores
 
Imagem google

Preciso que um dia chova,
Uma chuva de estrelas
para vires comigo, vê-las!
Se não chover, idealizamos.
Só desejo olhar-te até que amanheça.

Apenas uma vez!
Apenas uma vez!
Apenas uma vez!

Apenas mais uma vez!
Apenas mais uma vez!
Apenas mais uma vez!

Porque só gosto de ti assim!
Coisa pouca.
Coisa pouca.
Coisa pouca.
Coisa Louca.
Coisa Louc.
Coisa Lou.
Coisa Lo.
Coisa.
Cois.
Coi.
Co.
C.
.
Quandoachuvacai-A.C.O.R
 
Morreu de amores