https://www.poetris.com/

Poemas, frases e mensagens sobre aniversário

Seleção dos poemas, frases e mensagens mais populares sobre aniversário

"Tratado Da Minha Paixão"

 
 
Tardava a hora
do teu acontecer(me)
- ó Julieta de todos os meus livros!
em lista d´espera(me)
ó lírica de todas as canções, que eu não cantei!
enquanto todas as vozes do mundo te anunciavam
-ó partitura contida na mais perfeita arte!-
que eu te vi em todas as capas
que os mais notáveis artistas
elaboravam só para um dia
saber distinguir(te) em lugar primeiro
entre todos os outros
que nunca foram ou mereceram
constar …
(ó ilusórias nomenclaturas!)
mas …
meu tão descompassado coração
é alicerce de todos os meus pensamentos
- eu te louvo , ó inconfundível Descartes ! -
o sangue que ele impulsiona
qual samba – cor e movimento
do desejo(te)
Bossa-nova em todos os meus neurónios

Luiz Sommerville Junior
 
"Tratado Da Minha Paixão"

Cinco ponto um!

 
Cinco ponto um!
 
Eu, mais uma primavera...
Cantando meu sorriso esplêndido.
Com suspiros fulgurantes
Anelo em meus delírios quimeras...
Inda que em momentos – instantes
Fulgentes favorecidos pela fisionomia
Ainda conservada – mas foi-se mocidade.
Agora é só saudade, mesmo assim,
Minha alma desperta; Despertando sonhos,
Somente vida, vida perfumada de alegria.
Maviosa tal qual a rosa vermelha mais aí
Quem não sonha? Em cada amanhecer a,
Alegria de viver – encantada com a luz do dia.
Grata a Deus, pelos lírios do campo,
Pelo sol nascente – crescente,
Pela chuva que me faz ficar na cama um pouco mais.
Ah, quão bom despertar com os pássaros,
Sonoro tocante n’alma calma e serena,
Logo após conversar com o Pai dando-lhe
Graça por essa bênção concedida-, pela vida, pela graça.
Que ninguém te veja: Ó idade, mas só a ti aspiro! Mais e mais...

Mary Jun – 23/10/2015
 
Cinco ponto um!

Ser Poeta-FELIZ ANIVERSÁRIO

 
Ser Poeta-FELIZ ANIVERSÁRIO
 
SER POETA (Dedicado à Poetiza Vóny Ferreira)

Ser Poeta é trazer nos olhos o mar
Fazer do vento seu amante
Olhar a Lua a luz do luar
Rumar ao Infinito a cada instante.

Ser Poeta é sentir-se vibrar
Respirar Poesia por cada poro da pele
E dizer ao Mundo vim para amar
Sou abelha frabricando mel.

Ser Poeta é ser voz do Amor, da Amizade
Ter sentimentos profundos no coração
Cantar a dor, a tristeza, alegria, a saudade.
Aguardar a luz divina da inspiração.

Ser Poeta é ser Grande de Alma elevada
Ser amiga, amante, e amada!
Ser tudo e julgar-se pouco mais que nada
Ser Poeta é ser-se humilde também
Ficar à mercê da Vida com alegria
È sonhar, deixar-se ir sempre mais além
Ser Poeta é ser mais Céu que Terra fria.

E aqui estou eu como se estivesse junto a ti
Para alindar este Dia com uma estrela
Já tantas vidas vivi!
Mas esta com AMIZADE quero engrandecê-la.

E
Porque cruzei contigo nos caminhos da Vida
Senti em ti uma grande afabilidade
Deixaste de ser p'ra mim desconhecida
E hoje tenho por ti AMIZADE.
Porquê? Mas é preciso dizer a razão?
Não basta falar-te de coração na mão?
Empolguei-me criei por ti simpatia
E hoje não passo sem ler tua POESIA.

Que faças muitos anos mais e que estes te sorriam sempre de felicidade,
é o que te deseja a amiga

natalia nuno
rosa ( para os amigos)
 
Ser Poeta-FELIZ ANIVERSÁRIO

"Haz esta noche perpetua"

 
uma das minhas frases favoritas:

"a criança é o pai do homem"
(Sigmund Freud)

"Haz esta noche perpetua"

Pai
quantas bolas rolaram
pelo teu coração
em correrias loucas
quando resguardavas o movimento
dos meus pontapés no ar
com o teu olhar ?
quantos piões falharam
no carrocel daquele céu salgado
que a segurança dos teus braços
abraçava em terno ninar - cantando ?
- sobre a mesa o comboio que partia
no eclipse daquele fantasma que não mais me afligiria -
e , tu , com tua voz de tenor ímpar
oferecias-me o relógio
que até ao último dia - tua hora honrará .
três anos nos meus pequeninos olhos
e o universo todo , no meu pulso a vibrar !
Ó voz que apenas tu sabes entoar:
"Detén el tiempo en tus manos,
haz esta noche perpetua"
e eu ... de nada saber ,
apenas o coração a tremer
- donde te vinha esse sopro que em mim refulgia ? -
os ponteiros imortalizavam-te - registo !
energia onde o teu sustenido não cabia
arrebatador !...

- com que estás a brincar ?
- perguntavas-me -

e eu calado para não te sobressaltar
com o olhar te confessava

- és a voz do meu pulsar .

aprumavas o peito e entoavas mais um pouco
o mundo que me clamavas :

"Vide 'o mare quant'è bello!
Spira tantu sentimento."

Hoje , meu querido pai
o meu braço adornado pelo teu anel
em tic-tac que liberta - ai !
enuncia em vento da tua pele
o passado que no presente é enlaçamento :

- "Torna a surriento" !

Com amor ,

Teu junior

LSJ , ao meu pai , 19 Março de 2011,17:40
Reeditado com mudança de título a 190320131755

Nota : não é apenas por ser dia do pai que posto hoje este singelo texto, possuo outras, pelo menos duas, razões mais fortes que são o motivo fulcral desta dedicatória.
 
"Haz esta noche perpetua"

O Triunfo Do Amor (Incondicional II)

 
O Triunfo Do Amor (Incondicional II)
 
Amor... meu amor ,
minha menina sem idade
que irradia sol por todos os poros ,
que me estendes a prata da lua
na extensão desse teu sorriso de luz .
Como posso soletrar o quanto eu te amo?
Como articular o como eu te amo sem cair na mesmice ?
Não sei...
Sei apenas que Te Amo por cada miléssimo de ar que respiro .
Amo-te em cada centelha de esperança .
Que Te Amo em cada curva dessa estrada
que tu desenhas para os meus pés .
Amo-te em cada vitória de um dia vencido
e do céu me aproximo com as mil asas que tu me deste .
Só sei que te amo em cada lágrima minha
e tu que regas os espinhos que nos ferem
e mesmo assim se transformam em flores
para o nosso jardim secreto
cuja chave apenas nós possuímos .
Amo-te em cada desejo de vida
por mais sofrida que ela seja,
que mesmo permeada de dores ainda tem sentido e beleza
pois é assim que tu me ensinas a ver e amar .
Minha adorada...meu Mestre perfeito, minha mulher completa .
Amo-te em cada minuto que anseio nos teus braços .
Amo-te em cada batida do meu coração
que às vezes ameaça parar, mas mesmo assim sabe
que tem que continuar pois ele pertence-te .
Amo-te em cada alívio da dor que diminui
em cada pequenina vitória,
em cada letra que te escrevo,
em cada "olá amor...como estás tu?
Como um código secreto de que tudo vai bem e logo ficará melhor .
Amo-te ,minha menina ,
amo-te em cada molécula das minhas células imperfeitas,
amo-te em cada extensão desse meu dna defeituoso,
amo-te mesmo enxergando tão mal com essas lentes raladas,
e mesmo assim vejo-te tão bela
e me derramo numa ternura suave que quase falta flutuar .
Amo-te incontáveis vezes, milhões e milhões de vezes
num orgulho de ouro e diamantes,
duma rainha dum único nome - o teu .
Amo-te desesperadamente inocente,
igual à criança que se joga do alto da janela pros braços do pai
confiante incondicionalmente que jamais se machucará .
Amo-te, minha menina...
amo-te na velocidade dos dedos que tentam seguir o cérebro e a alma,
seguindo a canção e mesmo assim se perdem
entre os passos dessa dança de saudade louca
e segue indo porque sabe que o adiante é dentro do teu peito-
aconchegado no centro do teu sorriso.
Amo-te feito terremoto e nascente .
Amo-te em serenidade duma tempestade de pura luz ...
Amo-te que chega a doer ... doer
E não posso e nem quero viver sem esse martírio lindo.
Amo-te porque tu és o meu centro e o meu prumo ,
meu sono e meu despertar .
Amo-te porque amanheço e adormeço,
vivo e renasço no inicio e final do teu nome
porque Dele e nele está o meu ,
Dele e Nele está o meu existir de Amar (te).

Dedicado à minha esposa Daniele pelo nosso aniversário de amor hoje

Luiz Sommerville Junior 10012011 (data real do poema)



"Te amo muito, minha bebe"
 
O Triunfo Do Amor (Incondicional II)

Para ti Celinha

 
Para ti Celinha
 
Passei às tuas escadinhas
vestidas de Primavera
chega a dar água na boca
olhar aquela nespereira
adoçicada e madura de poesia

Em cada fruto
um dia da tua vida
dores, silêncios, alegrias

Também as flores adornam
as sacadas das janelas
e ao cimo dessas escadinhas
mora o sonho e a nostalgia
e as trepadeiras que enlaçam
com hospitaleira graça
aqueles que por lá passam
e lhe sentem a magia

Parabéns, amiga!

Maria Fernanda Reis Esteves
51 anos
natural: Setúbal
 
Para ti Celinha

Parabéns Filhote!

 
Ontem, ou seja no dia 24 de Dezembro o meu filhote fez dezoito anos, está um homem lindo!
Sei que será sempre o meu menino, apesar da idade, da altura, pois as diabruras, as macaquices fazem parte do seu estar.
Também é certo que vão continuar os ralhetes, as sacudidelas pois um filho é sempre um filho, mesmo que a idade avance.
Por isso quero que seja sempre muito feliz, que tenha tudo o que a vida lhe possa dar,isso me fará muito feliz!

Tudo vale a pena pelos meus filhotes!
 
Parabéns Filhote!

Para Ti Poetisa Vera Silva

 
Receita da Vida

Pedaços de solidão
Fatias de erros
Misturam-se com pensamentos
Acrescenta-se muita compreensão
E mexe-se devagarinho.
Começa a crescer a consciência
Junta-se um pouco de coragem
E uma grama de ambição
Mexe-se mais um pouquinho
E têm-se a noção preparada.
Salpica-se com laivos de responsabilidade
Acrescenta-se umas gotas de lágrimas
Força de vontade, quanto baste
Toda a verdade do nosso espírito
E temos a realidade.
Em lume brando, aquece o amor
E derrete-se alguma dor
Junta-se meia dose de emoção
Abre-se o coração,
Recheia-se com simplicidade
E muita alegria
Reúne-se tudo no forno da vida
Deixando por algum tempo
Quando pronto, o corpo sente
Depois, prova-se o sabor
Saberá a felicidade
Come-se uma fatia por dia
E o bolo acabará,
Quando a vida acabar.
 
Para Ti Poetisa Vera Silva

NATAL SEM JESUS!

 
 
NATAL SEM JESUS!

by FatinhaMussato

O natal já vem chegando
E com ele o brilho
Das luzes a tudo enfeitando...
As lojas abertas à noite
E todos correndo...
Presentes comprando!

Será que os presentes são para Ele,
O aniversariante do dia?
Será que ao menos se lembram
Que a Ele pertencem
As homenagens
Que neste dia se faz?

Ou será
Que dEle já se esqueceram?
E se lembram apenas
De presentear uns aos outros,
Comer e festejar?

Será que todos,
Ao menos uma oração
A Ele fazem,
Convidando-o para,
De sua própria festa,
Participar?

Natal de falsas alegrias,
De falsas comemorações,
De bebedeiras e comilanças...
Isto é que é o natal atual,
O Natal sem Jesus!

Texto INÉDITO Nesta Data
São José do Rio Preto (SP), 21/dezembro/2009 – segunda-feira – 21h02m.

Imagem: Google

Música: A Bela Adormecida / Tchaikovsky
 
NATAL SEM JESUS!

“Luz invasora”

 
“Luz invasora”
 
“Luz invasora”

É meu aniversário...
Meu pensamento está
em qualquer parte.
E embora meu olhar pouse
no horizonte...
É pro nada,
que meus dias apontam...
Sentimentos fragmentados
ora serenos, ora arredios,
construídos nas intermináveis
noites de vigília...
Imagens imprecisas,
traçadas pela minha memória
distorcida.
Mas a luz, que invade as frestas
do meu silencio, desfaz a densa bruma.
Pigmentando meu céu nublado,
de um azul intenso.
Sinto que lentamente,
a esperança permeia lenta,
acordando sonhos volúveis...

Glória Salles
08 dezembro 2008
23:27hrs

NOTA:
Agradeço a todos os amigos que estão de mãos dadas comigo nesta hora difícil, de angustiante espera.
Perdoem-me não ter tido tempo o bastante para visita-los.
Logo o farei, se Deus permitir.
Beijo de saudades...
 
“Luz invasora”

Dª Nereida, minha querida Amiga

 
Dª Nereida, minha querida Amiga

Olha tu aqui,
Alma tão carinhosa
De cuja infinita bondade
Que creio nem te apercebes

Do quanto me tens dado em PAZ
Da grandiosidade da tua Amizade
Que sempre me dispensas com Alegria
Eu sempre procuro saber- te agradecer
Embora que suficientemente não consiga

Festejemos pois a nossa amizade
Que a virtualidade torna idilida
Festejemos o nosso aniversário
Na alegria do mesmo dia = 5 Dezembro
E, sempre te agradeço por todas as palavras
Que sempre diferentes tens para comigo e
Que nessa maravilhosa companhia me dedicas
De ti sempre recebo cuidados, recados e mimos

Nereida, és uma amiga linda
E eu sou a pessoa mais feliz
Por te ter comigo em cada dia
Nesta vida de versos e virgulas

Muitas vezes me seguras a mão
Quando eu estou vacilando
E quase sempre te fico amando
Pelo bem que me dá a tua amizade

Parabéns para ti Nereida em teu aniversário
Coincidente com o meu no mesmo dia
E que o festejemos durante muitos anos
Com muita saúde e felizes

Mas será em todos os dias
Que te prestarei a minha homenagem
Por seres assim tão linda e querida.

Adoro-te amiga
Maria
 
Dª Nereida, minha querida Amiga

Núpcias ardentes

 
Núpcias ardentes
 
São dois em um
unidos pela força do amor...
Vivendo do mesmo sonho.
No primeiro encontro :
Valsa, beijos,
Eu olhei com a tez rosada
Tal qual menina enamorada...
A suspirar de tanta paixão.
Nunca mais esqueci teus beijos,
Teu regaço,
Teu amor,...
Parece que foi ontem
Teus beijos continuam
Os mesmos...
Beija-me com desejo
Com beijos doces e suaves
Levando - me a lugares
Inimagináveis!
Núpcias ardentes...
Noites,... Manhãs,... Tardes,... De desvelo!

Mary Jun - 25/10/2016
Aniversário de casamento (três anos)
 
Núpcias ardentes

Amigos são pilares (Parabéns Vony)

 
Amigos são pilares (Parabéns Vony)
 
Podemos interiorizar silêncios
Demitir-nos até da palavra escrita
Momentos há feitos de ausências
Amigos são pilares da nossa existência
Para ti, Vony, especialmente neste dia.
Parabéns, Amiga!

Maria Fernanda Reis Esteves
Setúbal
 
Amigos são pilares (Parabéns Vony)

Rondel Para Ibernise

 
Rondel Para Ibernise
by Betha M. Costa

Ibernise, minha amiga querida,
Recebas hoje meu terno abraço,
Por mais um ano de gloriosa vida:
Meu afeto em colorido laço.

Pelo dom de superar o cansaço,
E cada difícil etapa vencida,
Ibernise, minha amiga querida,
Recebas hoje meu terno abraço!

Tu és uma poetisa aguerrida,
Estrela maior de qualquer espaço,
Com a palavra comprometida,
E professora do melhor traço,
Ibernise, minha amiga querida.

=================

***Em 20/06/09 homenagem a poetamiga Ibernise
pelo seu aniversário.
 
Rondel Para Ibernise

Ziguezague da amizade (Para Vony Ferreira)

 
Ziguezague da amizade (Para Vony Ferreira)
 
 
A s sombras da infância
B eijo na tua alma apertado
C ascatas de sílabas
D esejo de te conhecer por fim
E ntrega a todos sem excepção
F eliz por poder contar contigo
G aivota livre nos versos
H ino à mãe natureza
I nigualável nobreza de carácter
J uventude no olhar marejado
K arma condenado à poesia
L iberdade nos cabelos de româ
M ãe, filha, irmã, tia, mulher e amiga
N áufraga de sonhos e quimeras
O nda à mercê do sabor das marés
P aixão num corpo de mulher
Q uizera eu ter a tua força
R elicário de emoções vivas
S ereia de encantamento, magia
T esouro feito amizade
Ú nica na minha história
V oz divina, sentimento
X ícara de chá e mel
Z iguezague da amizade

Maria Fernanda Reis Esteves
49 anos
natural: Setúbal
 
Ziguezague da amizade (Para Vony Ferreira)

O MEU PRIMEIRO FILHO

 
57 anos! Quem diria? Pai pela primeira vez aos 57 anos!
Mas tudo na vida tem uma primeira vez.
Eu, para vos dizer francamente, nunca pensei ser pai, mas aconteceu.

O meu filho foi concebido à beira de um lago enquanto dava banho à minhoca, o ia concebendo.
E meneando ao mesmo tempo a cana com prazer, ia fabricando o meu filho.

Ele nasceu. Para vos dizer com franqueza, ri quando o vi acabar de nascer.
Tinha um ar de nada, tinha mesmo um ar idiota, mas era meu filho, era o meu primeiro filho,
mesmo tendo eu já 57 anos, não tinha experiência nessas andanças, mas como foi o primeiro, ficou gravado no meu coração, mesmo tendo um ar idiota e ainda hoje o amo, assim como todos os que nasceram mais tarde

O meu sogro contava em permanência uma historia de dois irmãos que ele tinha conhecido ainda jovem. Ela, chamava-se Lucette e ele Copiá e ele repetia esta história dos dois irmãos vezes sem conta e vai daí, escrevi uma brincadeira.
Este nome agradou-me e decidi de dar o mesmo nome a meu filho, Copiá!

Uma semana depois do nascimento, festejou-se o aniversário da minha sogra. Toda a família estava reunida e aproveitando essa oportunidade, apresentei o meu filho a toda a família.
Todos riram! Mesmo o meu sogro, que estando a saborear o bom vinho de Borgonha, tanto riu, que se levantou e tudo o que ele saboreava partiu pelos esgotos.
O meu primeiro filho, tinha mesmo um ar idiota!

Esta semana ele completou os seus 20 anos, eu já estou com 77 e aproveito esta data para vos apresentar o meu primeiro filho, o meu Copiá.

Aqui vai a minha primeira obra prima.
Para quem não conhece a história, nada diz , mas quem convivia no dia a dia com o meu sogro, teve a sua piada.
Está escrito em francês,
desculpem, mas não sendo nada como poema, é simplesmente para assinalar o aniversário do meu primeiro “poema”o meu primeiro bébé.

J’ai connu Lucette
Il y a quelques années de la
Elle était belle et coquette
Était la sœur a Copia.

Copia était un ami,
Un ami pur et fidèle
On l’appelait aussi,
Copia, le Biel.

Si rien je ne peux endurer.
Si rien ne vas pas,
Si tout me fait chier,
C’est de la faute à Copia.

Que obra prima !!!!!!!!

Obrigado pela vossa compreensão

A. da fonseca
 
O MEU PRIMEIRO FILHO

Natal (FELIZ NATAL A TODOS POETAS E LEITORES!)

 
Natal (FELIZ NATAL A TODOS POETAS E LEITORES!)
 
Nada mais sublime no mundo trouxe vida e um amor veraz
Veio para mudar a história da humanidade de glória em glória...
Quando no céu uma estrela brilhou, os três reis magos logo
Entenderam que em Belém nasceu a verdadeira luz do mundo.
Reluz lá no infinito azul, sim, louvemos ao Salvador o príncipe da paz!
Também faz morada no coração daquele que sente sua presença;
Aquele que vive e reina para todo o sempre: Rei sobre rei Jesus.
Lauréis a Ele, cânticos, aplausos o seu sangue foi a sua oferta!
A maior prova de amor que alguém poderia dar a outrem foi de graça.
Em lugar algum se acha algo assim: Tão descomunal sobre natural.
Então é natal? O natal temos todos os dias da nossa vida viva esse natal!
Nasceu para a glória do Pai
Amou, ama incondicionalmente
Tomou sobre si nossos pecados
A virtude celestial verdadeiro natal
Louvado seja o seu nome ora Maranata vem!

06/12/17
Mary Jun
Guarulhos,

Imagem Google
 
Natal (FELIZ NATAL A TODOS POETAS E LEITORES!)

FELIZ NIVER HELEN DE ROSE! (Inédito! Homenagem)

 
FELIZ NIVER HELEN DE ROSE!

Querida Helen, sendo De Rose
És sim uma rosa terna e formosa
É nesta raiz tua, é como se fosses
Significados: Tocha, luz, luminosa...

Nome que indica alguém que olha
Pra dentro de si, só, mergulhando
Na busca onde se vê, mais aflora
Personalidade, força e vai andando...

Helen forte, objetiva, determinada,
Inteligente, disposta a se levantar...
Sempre guerreira, amiga és amada.
Felicidades Helen, nobreza no amar...

Ibernise
Indiara (GO), 28.10.2008.
Inédito!
*Núcleo Temático Educativo
Direitos autorais reservados/Lei n. 9.610 de 1998.
 
FELIZ NIVER HELEN DE ROSE! (Inédito! Homenagem)

Hoje, amanhã, sempre

 
Escrever algo é tentar
transformar em palavras
querer te dizer
que o tempo é agora
hoje é data especial
mas dane-se o calendário
não importa o dia
se um relógio toca
pode não ser
o tempo comum
só vale o tempo
que temos na alma
alma que descortina-se
em várias janelas
abertas para o futuro
um ciclo que se fecha
sempre significa
uma volta a mais
e um novo ciclo
que mais posso tentar
dizer do presente
que quero para ti
escrever que não
importa mais se
te cumprimento hoje
afinal todos dias
sãos nossos, seus
dados por Deus
e nestes dias
eu queria ser poeta
e saber escrever
rimas menos pobres
mas só te lembro
mais velho que sou
que a minha idade
não se conta em anos
é a do meu coração
e depois me calo
envergonhado, tímido
tentando terminar
o que comecei
só acho uma saída
transformar minhas palavras
em beijos e abraços
arrumados em poema
e repletos de carinho
feitos para você
e não me importa
mais qual é a data
sentimento real
é o que vale para
hoje, amanhã, sempre

para uma pessoa muito queriDa, que as voltas da vida venham muitas e muitas vezes, afinal Anniversarius vem de annus (ano) e vertere (voltar), ou seja, aquilo que se faz ou que volta todos os anos.
 
Hoje, amanhã, sempre

(Sara)

 
Minha doce açucena
Hoje é seu dia primaveril
Menina pequena morena
Meu anjo bom pueril.

A vovó não se contém
Quando chegas para mim,
Diz: Vai vó por favor, vaivém
Com suas peripécias enfim.

É muito amor e cumplicidade
Que essa princesa (Sara) transmite
Última das minhas metades
Que privilégio ser avó convite

Para viver agradecendo a Deus
Por esta bênção parece conto
De fadas, é tão bom, tão meus,
Vivendo! Irei versá-los, reconto...

Mary Jun

Poema dedicado a minha netinha Sara. Três aninhos!
Salve 16/9/2019.
 
 (Sara)