https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

Precisão

 
O dia terminou, e as cigarras cantaram alto
Como se fosse a primeira vez.
A derradeira ladeira pra subir,
Parecendo a derradeira vez…
O poente dourou a cena,
E inevitavelmente olhei pra trás.
Estava ali, no mesmo lugar
E eu estava ali, sabendo que não ia voltar.
O dia se recolhe,
E estou em casa,
E eu me sinto vazio.
— Aliás, sendo esvaziado!
Pra novidade, pra nova vida,
Pro Retorno, para a Graça,
Para o caminho que se abriu
Pra mudança que surgiu
E por que tanto pedi.
Minha reza inteira
Agora é um olhar mirado no céu,
Num passar eterno de nuvens.
O final do filme, eu acho que sei
E não interessa, não interessa:
A vida é um rolo de filme
E nesse quadro a quadro,
Perpasso livre e sem pressa:
Precisão.



yuri emanuel

 
Autor
yuriemanuel
 
Texto
Data
Leituras
2740
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 03/02/2011 09:14  Atualizado: 03/02/2011 09:14
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29915
 Re: Precisão
OS CANTOS DAS CIGARRAS NOS ENCANTAM, UM MARAVILHOSOS POEMA, DEIXO MEU ABRAÇO.

MARTISNS