https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

APENAS AMIGOS

 
Pois bem meu bem
A gente é só amigo.

Até que eu sopre o teu pescoço
E você envolva os dedos no meu dorso.

Depois aquele soluço,
Os lábios magnéticos colados
Aquela dança das línguas.

Depois é cupidez,
Os corpos ofegantes
Tocando-se incessantemente.

Desfruto dos teus seios,
Tens avidez pelos meus toques
Cobiça possui-me.


M.Cardoso

 
Autor
Mário Cardoso
 
Texto
Data
Leituras
2758
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Juli Lima
Publicado: 15/10/2007 12:31  Atualizado: 15/10/2007 12:31
Colaborador
Usuário desde: 02/08/2007
Localidade: Rio de Janeiro
Mensagens: 993
 Re: APENAS AMIGOS
Bom dia! Sensório versejar. Bj poesia