https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

CALMARIA

 
Tags:  poema  
 
CALMARIA
 
CALMARIA
(Jairo Nunes Bezerra)

O vento forte, veloz e sem ruído,
Circula livremente pelo meu amplo espaço...
O frio está ausente... Sinto o corpo aquecido,
E o resto é tratado com descaso!

Felizmente logo chega o anoitecer,
E a tua presença vem iluminar o meu momento...
Único instante de prazer
Que completa o meu entretenimento!

E à tua aproximação vibro de felicidade,
Pois a tua acuidade,
Influi na minha sobrevivência!

E meu coração já saltita com a escuridão
Que oficia a tua aproximação,
Com a minha antecipada aquiescência!

 
Autor
Jairo Nunes Bezerra
 
Texto
Data
Leituras
1495
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.