https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Silêncio

 


Que silêncio é este a minha volta
Já não escuto o vento, a água a correr
O chilrear dos passarinhos pela manha
Que silêncio é este que me atormenta.

Tudo a minha volta é silêncio
Porque será? Que aconteceu?
O ruido dos carros, gente a correr
Tudo é silêncio, onde estou?

Onde estão as crianças a gritar
Os ruídos ensurdecedores da cidade
Esta cidade que já não consigo escutar
Que silêncio é este que me atormenta

Estarei eu a dormir num sono profundo
No silêncio do mundo calado, evaporado
Sinto-me perdido, não sei onde estou
Que silêncio é este, que invade a minha alma

Será que morri? Que silêncio é este
Onde esta a voz da minha amada?
Onde estas meu amor? Fala comigo!
Que silêncio é este que me atormenta.

Já ouço um ruido, uma porta abrir
Um homem a falar, uma criança a sorrir
Mas onde estou, não sei, ouço um chiar
Gente a falar, um gato a miar, um cão a ladrar

Devo estar a sonhar num sono profundo
Perdido no mundo, mundo de fantasia
Voltou o silêncio, tudo é magia, utopia
Onde estou? Nem eu sei! Mas tudo é silêncio.
(Gaspar Oliveira)


Gaspar oliveira

 
Autor
gasparoliveira
 
Texto
Data
Leituras
645
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.