https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A tocar o horizonte

 
Os meus lábios tocam
a transversal flauta
com os dedos em movimento
do sopro do peito…

A branco e preto
sacodem-se as sombras
reabrem-se os rios
de dilúvio nas dúbias
esperanças que o véu descobre!

Os cabelos encobertos
o olhar fechado
a tocar o horizonte
em timbres por ti alongados…

No meu peito o pipilar
é intenso…correm os dedos
ponto por ponto
até ao acorde perfeito
do último dia!


Ana Coelho
Os meus sonhos nunca dormem, sossegam somente por vagas horas quando as nuvens se encostam ao vento.
Os meus pensamentos são acasos que me chegam em relâmpagos, caem no papel em obediência à mente...

 
Autor
AnaCoelho
Autor
 
Texto
Data
Leituras
649
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
1 pontos
1
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 16/11/2012 22:30  Atualizado: 16/11/2012 22:30
 Re: A tocar o horizonte
Que poema tão pausado e timbrado.
Gostei imenso.

Frank_Mike