https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

A Intransigência

 
As ondas dos pensamentos

Iluminam os sentimentos.

É Junho...



O Vento do verão sopra o trigo,

Um homem escuta a voz da natureza,

Encostando na pedra- a cabeça.

O frio parado, traz consigo...os romances doces.

O corpo reina morto, sem reações …sem posses…

Mas os olhos permanecem vivos e estão escondidos,…

Venerando a eternidade, desconhecida.

"Estava a pensar …em nada. "

As pernas confusas anunciam o movimento repetitivo

A mente resuma a Imortalidade,

Com, ou sem motivo.

As vozes irônicas riam, batendo o silêncio,

Batendo o corpo,

Só com um -Sopro.



Olham! Para o mundo aglomerado…com as mentes frias

E nos olhos úmidos,

Que traiam as almas vazias.

Um anjo esta a subir

Oferecendo numa mão... O coração...

Em frente o diabo olhando nos seus olhos

Pedindo-te que escolhas!

As asas crescem, os corpos levantam-se

As mesmas vozes riam…

e divertem-se

As sombras os abraçam,

cobrando-lhes as caras.



Não sou humano!

"sou intransigente..."

E tenho a alma ausente.


Bejinhos & abraços
Mademoiselle Scarlett

 
Autor
Mademoiselle Taty_Ana
 
Texto
Data
Leituras
706
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 11/02/2013 15:50  Atualizado: 11/02/2013 15:50
 Re: A Intransigência
Boa tarde, poetisa.
Sua alma intransigente muito emocional.
Gostei.

Cumprimentos,


Frank_Mike