https://www.poetris.com/
 
Sonetos : 

Olhos aos Céus

 
Ergue teus olhos aos Céus, Poeta,
se vives adormecido na imensidão da Vida,
deita teu olhar no firmamento,
e nele, deleita tua Alma enternecida!

Deixa divagar teu pensamento
em calha de Terra Prometida,
e se tua Fé se perde, nesse momento,
sente que essa Terra é a Alma enaltecida.

Então, a luta, a ilusão, a dor de cada passo,
quer subas, quer desças teu Calvário,
é amparada por um braço ...

Será Deus que te envolve num abraço
sepultando a Cruz que tua Vida encerra?!
Talvez! Então, ergue-te Poeta, transcende a ilusão do espaço!


Ricardo Louro
em Cascais


Ser Poeta é exilio
num pais de condenados
um tormento infinito
de mil olhos rejeitados!

Ricardo Maria Louro

 
Autor
Ricky
Autor
 
Texto
Data
Leituras
974
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
2
0
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 08/08/2013 12:28  Atualizado: 08/08/2013 12:28
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: Olhos aos Céus
Lindo o poema
grande o poeta.
Escolhi-o
meu favorito
e estou certa.

Abraço. Vólena

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 08/08/2013 13:13  Atualizado: 08/08/2013 13:13
 Re: Olhos aos Céus
Clap! clap! clap! clap!
(recitado é mais bonito ainda)