https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Humor : 

Como descobri que era Poeta

 
Tags:  paixão    jomad    riso    comédia    Sado  
 
Foi por acaso que Jomad’o Sado
Descobriu um dia que era um Poeta
Tinha ido até à cidade, montado na bicicleta
Ia à praça para ver o que havia lá de pescado

Parou entretanto num pequeno Café
Ali mesmo na esquina, perto do Sr. Zé
Pediu um café daqueles bem tirados
Reparou no canto na Rita e o José irritados

Aproximou-se deles para ver que se passava
Porque motivo ela dele tanto reclamava
Será que posso em algo ajudar
Disse simpático para a conversa pegar

Não disse a Rita prontamente
É assunto só com a gente
Puxou tanto a manga do José
Até que este entornou o meu café

Sentido aquele calor abrasador
Invadir-me todo com estertor
Disse logo naquele momento
Cuidado, vê lá se estás mais atento

Mas aquele calor continuou a subir
Até que estranhamente comecei a sentir
Que queria fazer versos e cantar
Talvez mesmo aprender a rimar

Olhei para eles com alegria
E disse logo uma poesia
Foi curta, brejeira mas engraçada
Fez até corar a Rita, coitada

Rita que estás agora a discutir
Parece que o José estava a pedir
Mas olha que ontem lá atrás na enseada
Pelos teus berros e guinchos, parecia festa animada

Desataram os dois a rir
Clamando “Temos poeta” e é do Sado
Acrescentei depois JO e o MAD a seguir
Porque fazem parte do nome que me foi dado

Assim ficou até hoje mesmo depois de desempregado
Sim, porque a vida de Poeta é sempre muito incerta
Pois nem sempre dá para comer, mesmo se for autor consagrado
Mas a Poesia é de certeza uma das coisas que fiz certa


Open in new window

 
Autor
jomadosado
 
Texto
Data
Leituras
917
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.