https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

o monstro sou eu e eu nunca notei

 
Tags:  ausência  
 
o monstro sou eu e eu nunca notei
 
a noite esta sem lua
não vejo as sombras da vida,
a tua ausência torna as horas
uma a uma cada vez mais frias

no campo
o branco das flores
das amendoeiras
impedem a tua presença
são tão breves os seus dias
para poderem mostrar sua beleza
que eu não posso negar
a luz fusco da escuridão
para em seus últimos momentos
ficar por lá as contemplar

a noite avança o frio queima
a aragem vem na escuridão
para esconder as silhuetas
tatuadas de desilusão

pétalas caem pelo chão
deixando um tapete branco
que o vento vai desenrolando
à medida dos meus passos
perfumando de branco
a paisagem do intenso preto
vida e morte
sonho e hediondeza
a satisfazer o prazer da noite
e a elogiar a tua ausência

só ouço vozes e murmúrios
dos fantasmas do dia
que ainda insistem no teu rosto
e diante uma janela embaciada
tentam criar a tua presença

a noite sabe mais do que devia
sabe bem que é escura
por mais que tente tatear
ouvir e cheirar na sua negrura
não deixa ver o lugar
onde habitas e me podes amar

eu não te vou poder achar
lembro-me que em menino
eu não tinha medo do escuro
apenas receava não encontrar
a bela e monstro a namorar

agora entendo
esta minha decepção
afinal a bela é ela

o monstro eu não o encontrei
foi então que percebi
que o monstro sou eu
e eu nunca notei


Jorge Oliveira

VISITE E COMENTE O MEU BLOG

Mais poemas em:


http://afacedossentidos.blogspot.com/

 
Autor
quidam
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1111
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
8
0
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 27/02/2014 11:07  Atualizado: 27/02/2014 11:07
 Re: o monstro sou eu e eu nunca notei
a noite escura como cenário perfeito, ou palco dos sentimentos. parabéns.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 27/02/2014 11:54  Atualizado: 27/02/2014 11:54
 Re: o monstro sou eu e eu nunca notei
..O escuro que nos revela fantasmas moradores em nossa própria alma...

Levando para os meus favoritos!

Muito bom!

Beijo,

Anggela

Enviado por Tópico
martims
Publicado: 27/02/2014 12:06  Atualizado: 27/02/2014 12:06
Colaborador
Usuário desde: 12/08/2013
Localidade:
Mensagens: 6797
 Re: o monstro sou eu e eu nunca notei
PALAVRAS SENTIMENTAIS, NESSE LINDO POEMA ENTIMANTAM, LINDÍSSIMO

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 27/02/2014 12:26  Atualizado: 27/02/2014 12:26
 Re: o monstro sou eu e eu nunca notei
Belo!

As fantasias da noite... encantam e assombram !






M...

Enviado por Tópico
Migueljaco
Publicado: 27/02/2014 14:29  Atualizado: 27/02/2014 14:29
Colaborador
Usuário desde: 23/06/2011
Localidade: Taubaté SP
Mensagens: 9305
 Re: o monstro sou eu e eu nunca notei
Bom dia Jorge, o breu da noite facilita o nosso tramite em meio aos indesejados seres, porem em nada facilita, para enxergarmos o fantasma que habita o nosso ser este somente será desmascarado quado um outro alguém de total isenção do nosso sujeito,nos apontar o intruso, parabéns pleo seu contundente poema, um forte abraço, MJ.

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 27/02/2014 15:26  Atualizado: 27/02/2014 15:26
 Re: o monstro sou eu e eu nunca notei
Um bom texto, que fera haverá em cada um de nós?

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 27/02/2014 15:34  Atualizado: 28/02/2014 22:19
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 12514
 Re: o monstro sou eu e eu nunca notei P/quidam
Atrás de uma janela
no imenso da escuridãó,
as casas são uns castelos
as árvores parecem monstros
mas tudo isso é ilusão...
Sugestiva a Lua, sim,
acorda-nos, a reflectir
bela é ela e o monstro
é o rapazinho à janela
que lhe acena, a sorrir.

lindo poema, apreciei. Abraço. Vólena

Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 27/02/2014 20:25  Atualizado: 27/02/2014 20:25
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 6594
 Re: o monstro sou eu e eu nunca notei
Nossa!Que texto mas lindo!
Fiz uma viagem na leitura,
você conseguiu trazer a imagem
ao leitor.Eu amei de coração,
gosto por demais desse tipo de texto!
Acho que todos nós temos um monstro
guardado dentro de nós.Um dos meus
favoritos!

Abraços,
Mary Jun