https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Tu

 
Foste-te?
Não te vi
Antes de ires...
Deixei-te ir
Sem querer.
Quis ir
Para te ver
Mas não te vi
Ao abalares.

Desaprendi
Tudo o que sabia
E fiquei sem saber
O que conhecia
Do teu destino...
Porque não te vi
Antes de ires.

Valdevinoxis


Nas troikas não há camaradas e da camaradagem não nascem troikas.


 
Autor
Valdevinoxis
 
Texto
Data
Leituras
593
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
PedroLopes
Publicado: 15/12/2006 13:00  Atualizado: 15/12/2006 13:00
Colaborador
Usuário desde: 02/11/2006
Localidade: Montargil-Ponte de Sor
Mensagens: 703
 Re: Tu
Bem são textos como este que espero de ti, rico e enigmático...

Muito bom

Abraço

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 15/12/2006 13:02  Atualizado: 15/12/2006 13:02
 Re: Tu
E é por estes poemas e outros que cada vez mais gosto de te ler...
Cda vez mlhor...

Bjo

Enviado por Tópico
Paloma Stella
Publicado: 15/12/2006 14:59  Atualizado: 15/12/2006 14:59
Colaborador
Usuário desde: 23/07/2006
Localidade: Barueri - SP
Mensagens: 3514
 Re: Tu
Nao queria... mais deixou...
Desaprendeu..ficou sem saber... tudo isso porque nao viu..

Ahh que maravilha de palavras...
Adorei esse poema...
Beijinhos

Enviado por Tópico
PaulaMartins
Publicado: 15/12/2006 17:17  Atualizado: 15/12/2006 17:17
Da casa!
Usuário desde: 01/11/2006
Localidade: Setúbal
Mensagens: 273
 Re: Tu
Quando nós perdemos alguem desaprendemos algumas coisas... mas nunca perdemos a nossa formula do sentir, e foi isso que tu revelaste aqui, um grande sentimento e eu li e voltei a ler na esperança de encontrar que tu procuravas, mas acabei por te encontrar só a ti e gostei muito.
Beijinhos
Paula Martins

Enviado por Tópico
Junior A.
Publicado: 15/12/2006 17:36  Atualizado: 15/12/2006 17:37
Colaborador
Usuário desde: 22/02/2006
Localidade: Mg
Mensagens: 894
 Re: Tu
Acho que não se desaprende.
Se desapercebe...
Teus olhos viram apenas uma projecção,
Quando despertou, se findou,
Então passou, aquilo que desapercebeu.
Desejos do coração.

As vezes, o ver, se limita ao coração.
Por isso parece bom, o que aos olhos assim se dá.


Mui bueno poeta.