https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Dúvidas

 
DÚVIDAS

Tenho dúvidas,
Pois jamais procurei a ser seguro,
Visto que a insegurança
É inerente ao ser humano.
E eu?
Ser humano, inseguro é.
Por isso tenho dúvidas
Visto que tudo é escolha,
Mas, no entanto o destino é imutável.
Mutável são as pessoas
Como as que estão do meu lado são,
Pois não procuram mudar,
Ou melhor, sempre a mesma.
Atitude, conclusão, razão...
Por isso vacila entre o certo e o verdadeiro,
E o falso.
E eu?
Que faço?
Penso e
Sinto
E ainda pedem
Para que não pense.
E eu pergunto:
Se não pensar,
Não sentirei,
E então o que hei de fazer?


Site do autor
http://www.titolaraya.com/news/duvidas/

 
Autor
Tito-Mellão-Laraya
 
Texto
Data
Leituras
302
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
10 pontos
0
1
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.