https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Engraxate.

 
Engraxate.

eu lustrava sapatos
de magnatas,
políticos,
empresários ...

sentado
em meu trono-caixa
tamborilava,
sambas destrambelhados ...

eu via os homens
de baixo para cima,
"otoridades" me davam
boas gorjetas ...

pano úmido, seco,
graxa, flanela,
e, quando o meu rosto
se via ... os sapatos iam ...



 
Autor
cavenatti
Autor
 
Texto
Data
Leituras
904
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
4 pontos
2
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 05/04/2015 11:37  Atualizado: 05/04/2015 11:37
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 29256
 Re: Engraxate.
Fiz muito isso, nas ruas de minha cidade ondo moro, tempos que eramos crianças e com esses gestos criávamos a nossas própria dignidade, indentidade. Hoje um adolescente não pode nem se quer engraxar um sapato, não pode trabalhar, mas pode roubar

Enviado por Tópico
RoqueSilveira
Publicado: 05/04/2015 12:29  Atualizado: 05/04/2015 12:29
Colaborador
Usuário desde: 31/03/2008
Localidade: Braga
Mensagens: 8223
 Re: Engraxate.
Muito bom este poema. Ja nao se engraxam "otoridades" assim...