https://www.poetris.com/
 
Textos -> Desilusão : 

Daimosos e Mãos-de-vaca

 
Tags:  mãos-de-vaca    caridosos    generosos    daimosos  
 
Quando eu for rica serei daimosa, estou certa.
Todos os que se fazem grandes a pulso e esforço se tornam daimosos, ou não?
A esta hora já vos assomaram a ideia uns quantos exemplos de daimosos e outros tantos de mãos-de-vaca. De facto não depende do esforço e do pulso que se coloque no engrandecimento, depende sim de carater. E esse ou se tem ou não se tem.
É como quem diz que pobre que dá a camisa a vagabundo, dará o relógio de marca ao empregado.
Ser generoso de qualquer forma pode não estar associado a boa pessoa ou a pessoa boa. Nem o ser mão-de-vaca significa que se esteja perante uma pessoa má ou má pessoa.
A bondade normalmente associa-se à generosidade mas nem sempre a maldade acompanha mãos-de-vaca e mesmo o mais generoso dos milionários pode encerrar em si a mais maléfica das maldades. Basta ver que os pedófilos são sempre generosíssimos com as suas vítimas antes e até depois de praticarem atos inomináveis sobre elas.
Depois há os generosos gabarolas que apenas o fazem para a seguir se gabarem de o terem feito e cair nas graças de alguns alvos que pretendem abater.
Temos também os caridosos que recebem doações dos outros para fazer o bem em seu nome, como o palhaço que acompanha negócios de milhões que guarda no seu bolso gordo de fritos.
Temos para aí também inúmeros exemplos de mãos-de-vaca boníssimas pessoas. Pensem desde logo no Tio Patinhas que apesar de não ser pessoa mete no bolso em bondade qualquer pato ou pavão com quem convivemos.
Depois algumas personagens da vida real são também claros exemplos de Tios Patinhas que dão sacos de chupas aos sobrinhos com 5.000,00 euros de lucro no bolso.
Depois há-os generosíssimos com as amantes na cama e com as esposas nos víveres que lhes colocam na banca para que preparem o jantar a preceito, durante horas, para ele e os amigos tainarem. Colocando-lhe cansaço e dor de cabeça incompatíveis com esforço adicional para depois de levantar a mesa fazer o mesmo com pirilau preguiçoso com a falta de sobriedade. E o curioso é que as mulheres que têm em casa serão sempre as mais generosas das que os rodeiam, e as amantes que mantêm na cama as mais mãos-de-vaca que hão-de algum dia conhecer.
Se pensarem bem devem também conhecer os que são tão daimosos e gostam tanto de dar que dão notas aos afilhados, rios de oportunidades aos filhos, montes de dinheiro às putas, murros na mesa, e ainda com a cabeça na parede e, com toda essa generosidade, ainda não são reconhecidos.

 
Autor
Ilia Mar
Autor
 
Texto
Data
Leituras
395
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.