https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Pretensão #.#.#

 
 
.










Pretensão




Quando nasci, mudei o mundo.
Longe de saber dessa idiossincrasia cósmica,
Vivi humildemente minhas mediocridades
À parte de todas as tragédias inerentes.

E caminhei a esmo, burilando o destino
Da raça humana, dos quadrúpedes,
Das árvores, toda a natureza e,
Tudo isso sem me importar,
Por exemplo, se o número de suicídios
Aumentaram e em que medida,
Ao dobrar daquela esquina e não em outra?

O mundo estaria melhor ou pior,
Se aquele poema ficasse
Na inocente forma de zigoto ou,
Todos precisam ser ainda fecundados,
Mesmo depois de “prontos”?...

Tomei espaço de quem mais precisava
Nessa maldita/bendita poltrona ou pior,
O vazio era a harmonia adequada
E, desequilibrei a lógica delicada
De uma decisão muito importante?

Coincidentemente, neste exato momento,
Alguém, pleno de desespero,
Salta do andar mais alto de um edifício.

Se eu me levantasse agora e saísse
Pela mesma porta de vidro que adentrei,
Uma vida seria poupada, e, para quê?

O que me conforta e me desespera
É que não para de nascer pessoas,
Todas minhas cúmplices,
E para o bem ou para o santíssimo mal,
O mundo vai dando à luz,
Essas almas tão perdidas quanto.

Este poema irá mudar alguém,
Imperceptivelmente,
Ninguém irá notar, nem mesmo
Aquele que o lê demoradamente,
E, amanhã ou depois,
O mundo, diferente, bem diferente,
Seguirá seu curso redesenhando os rios,
Sob a influência de um poema sem importância,
Mas tudo será mesmo insuspeito.
E não adianta esconder na estante
Ou qualquer outro lugar.
A vida é sempre inexorável nos detalhes!...

Gastei um bom tempo, sentado nessa livraria
(sempre uma livraria), escrevendo isto,
Quando já deveria estar bem longe daqui(?).

O mundo já não será o mesmo, posto que,
Uma guerra está sendo engendrada e,
Principalmente, escrevi mais um poema.








Milton Filho... 10.10.2016
 
Autor
Srimilton
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1465
Favoritos
3
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
36 pontos
8
2
3
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 17/11/2016 14:01  Atualizado: 17/11/2016 14:01
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 16008
 Re: Pretensão #.#.#
Milton
Você sempre pretensioso! Gostei!
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 17/11/2016 14:17  Atualizado: 17/11/2016 14:17
 Re: Pretensão #.#.#
Milton,

Surpreendente!

Adorei o que li aqui!

Mil parabéns!

Um abraço,

Anggela


Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 17/11/2016 14:23  Atualizado: 17/11/2016 14:23
 Re: Pretensão #.#.#
Bom de ler!
Parabéns!


Enviado por Tópico
MarySSantos
Publicado: 17/11/2016 18:12  Atualizado: 17/11/2016 18:13
Luso de Ouro
Usuário desde: 06/06/2012
Localidade: Macapá/Amapá - Brasil
Mensagens: 5282
 Re: Pretensão #.#.#
"quando nasci, mudei o mundo".
pretensão ou não, mudou sim.
de uma forma ou de outra
a cada segundo mudamos a estrutura
de um acontecimento anterior, mesmo
sem essa "guerra" que, silabificante,
se anuncia, e todos estamos juntos,
silenciosos prevaricantes com a vinda
de novos inocentes passageiros.

gosto sempre do que, aqui, leio.

bjo