https://www.poetris.com/
Contos : 

Manhã silenciosa 2 (Capítulo II)

 
Nascida na cidade de Coimbra em pleno mês de Inverno, dia sete.
Filha de pais adotivos.
Os seus pais de coração travaram uma grande batalha para que a pudessem adotar. Com muito esforço e muitas lágrimas derramadas, viram o tão ansioso dia chegar. Ao tê-la nos seus braços, aquela menina loira e rechonchuda pela primeira vez, Fernando e Mariana viram o seu desejo realizado, poderiam finalmente ser pais.
Eva, durante a sua adolescência foi uma rapariga bastante problemática, sentia uma grande raiva, pois os seus pais não a compreendiam, porém não respeitavam o seu espaço. Encontrava toda a sua realidade nos braços do seu namorado de então.
No dia em que chegou a casa com a sua primeira tatuagem, uma estrela no ombro esquerdo, sua mãe ficou completamente possessa. Nessa mesma noite, relembrou-se dos maus momentos de infância, como foi muito cruel para a uma criança indefesa.
Seu pai, encontrava-se sempre ausente, raramente a via e quando estavam juntos era para discutir, a sua maneira de vestir, as saídas à noite, e outras coisas inúteis.
Nunca pensou que a sua mãe um dia lhe iria fazer tanta falta. Nada pôde fazer para alterar o rumo dessa história, pode-se dizer que lhe morreu nos braços, desamparada. O aneurisma matou-a, sem aviso prévio. Eva encontrou a paz interior que tanto desejava quando conheceu Miguel, foi a única pessoa até hoje que a conseguiu amparar, foi com ele que conseguiu ultrapassar o luto.


Bruno Miguel Inácio


 
Autor
brunomi
Autor
 
Texto
Data
Leituras
147
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Zoso
Publicado: 19/01/2018 13:25  Atualizado: 19/01/2018 13:25
Da casa!
Usuário desde: 09/05/2017
Localidade:
Mensagens: 321
 Re: Manhã silenciosa 2 (Capítulo II)
E assim caminha essa manha...

E o que virá em seguida...