https://www.poetris.com/
Poemas : 

relógio

 
não há ilusionismo que me tire daqui
enquanto alhures tudo é claridade
nada se esquece de girar, as ruas, as cortinas abertas
as flores inclinadas para a saudade

até o silêncio gesticula prisioneiro do tempo
enquanto o verde segue o sol que cai
e o Verão murmura às portas do Outono
que a noite chega e esperta vai.

e, o relógio da torre que me parece quieto
pura ilusão, que quando olho acerto


RoqueSilveira

 
Autor
RoqueSilveira
 
Texto
Data
Leituras
103
Favoritos
1
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
22 pontos
10
2
1
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Gyl
Publicado: 15/07/2017 12:58  Atualizado: 15/07/2017 12:58
Membro de honra
Usuário desde: 08/08/2009
Localidade: Brasil
Mensagens: 11957
 Re: relógio
No tempo certo. Gostei muito. Abraços!

Enviado por Tópico
Carlos Ricardo
Publicado: 15/07/2017 13:38  Atualizado: 15/07/2017 13:38
Colaborador
Usuário desde: 28/12/2007
Localidade: Penafiel
Mensagens: 1829
 Re: relógio
A poesia é a tua respiração.
Parabéns!
Bjs

Enviado por Tópico
Rogério Beça
Publicado: 15/07/2017 16:18  Atualizado: 15/07/2017 16:19
Colaborador
Usuário desde: 06/11/2007
Localidade:
Mensagens: 1221
 Re: relógio
Basta tirar os olhos um segundo que seja desse mesmo relógio e ele vai parecer parado.
Um ilusionista macabro o senhor tempo.
Gostei da forma, rebelde. Gostei do mote, foi bem trabalhado.
A segunda estrofe está bem conseguida na metáfora. A quase personificação das estações do ano acho que devo realçar.

Gostei.
Foi uma boa leitura. Muito universal. Afinal o tempo afecta todos...

Bj

Enviado por Tópico
sendoluzmaior
Publicado: 15/07/2017 21:14  Atualizado: 15/07/2017 21:14
Subscritor
Usuário desde: 01/05/2012
Localidade: Belo Horizonte- Pampulha
Mensagens: 3694
 Re: relógio
como adubo serve.



Enviado por Tópico
Jmattos
Publicado: 16/07/2017 14:01  Atualizado: 16/07/2017 14:01
Colaborador
Usuário desde: 03/09/2012
Localidade:
Mensagens: 13656
 Re: relógio
Poetisa
Gostei imensamente!
Beijos!
Janna


Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 17/07/2017 21:33  Atualizado: 17/07/2017 21:33
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 7590
 Re: relógio/ PARA ROQUE SILVEIRA
Tua poesia me faz recordar algumas coisas que já li a respeito de tempo e ilusão, Roque Silveira.

Será que existe maior ilusão que o tempo?
Certo que estamos todos inseridos nele, mas percebe-se que até as coisas concretas, reais, se nos escapam às vistas, aos sentidos, que, aliás, são destinados a percebê-las...
Talvez vivamos da ilusão causada por nossos sentidos, vai saber...rsrsrs

Gostei muito. Me fez pensar.

Beijinhos

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 18/07/2017 10:57  Atualizado: 18/07/2017 10:59
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 26070
 Re: relógio
Um maravilhosos poema que é muito preciso ler, com tempo

O tempo se encontra dentro de nos , temos que fazer o tempo andar, Quando ficamos parados o tempo continua, tudo se faz do tempo, tudo e´com o tempo, é ele que nos destina alago.

A ilusão tem a capacidade de ofuscar a razão para que não se possa discernir a realidade dos fatos. Ser iludido é ser enganado. Viver uma ilusão significa viver um engano, viver uma percepção falsa da realidade.