https://www.poetris.com/
Poemas : 

Quando eu "poemo"

 
Quando eu "poemo"
Eu me disfarço,
Finjo o que faço
E tento Ser Supremo.

Quando o poema teço,
O texto refaço;
Metade, um terço,
São flores de aço.

Quando eu "poemo"
Crio um laço,
Acolho o abraço
Do outro ao extremo.

Então, leitor, me leia
Seja a serpente
Que me volteia
Desvende minha mente
Constringe-me
Dispa minha roupa
Envolva-me
Até que eu abra a boca
Para que pingue em mim
O lúdico e liberto veneno.

Que o poema seja
O Não-Cale-se.
Que ele seja
A aliança entre nós.
O poema é meu corpo
Que é dado para vós
Meu sangue é o vinho
As palavras o caminho
que me leva até a ti.

Venha de qualquer jeito
Venha! É o que importa.
Está aberta a porta
Que trago dentro do peito
Devora-me!
Desvenda-me!
Deixe-me nu
Sejas eu
Que serei
Tu!


 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
162
Favoritos
4
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
60 pontos
14
7
4
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
GinaCortes
Publicado: 11/08/2017 00:37  Atualizado: 11/08/2017 00:37
Novo Membro
Usuário desde: 10/08/2017
Localidade:
Mensagens: 3
 Re: Quando eu "poemo"
Que muitas olhares acolham este poema com o mesmo calor que ele acolhe olhares.
Mais que um pedido ao leitor, este poema é doação de boa poesia.
Bem haja!


Enviado por Tópico
Semente
Publicado: 11/08/2017 02:22  Atualizado: 11/08/2017 02:22
Colaborador
Usuário desde: 29/08/2009
Localidade: Ribeirão Preto SP Brasil
Mensagens: 8029
 Re: Quando eu "poemo"/ PARA GYL
Oiee Gyl, esse comentário eu postei no Sarau...

Quando poemas, querido Gyl, revela o poeta que entra em comunhão com o reino das palavras, sabe-se lá com qual magia, com qual encanto, com quais deuses das artes poéticas e vem com tudo, arrombando as comportas para que sejamos unos nesse encontro de escritor e leitor.
Bravosssss!

Beijos de paixão a esse poeta que admiro!


Enviado por Tópico
Upanhaca
Publicado: 11/08/2017 08:58  Atualizado: 11/08/2017 08:58
Colaborador
Usuário desde: 21/01/2015
Localidade: Sol Poente
Mensagens: 4567
 Re: Quando eu "poemo"
Ler o poeta é desvendar o mistério que lhe vai na alma.
Quando divaga pelo mundo das letras em poesia, o poeta procura atingir e remexer n'alma e no sentir emotivo do leitor. Por isso, é tão bom ler o poeta.

Abraço poético!
upanhaca


Enviado por Tópico
Jorge-Santos
Publicado: 11/08/2017 09:28  Atualizado: 11/08/2017 09:54
Subscritor
Usuário desde: 24/02/2017
Localidade: Setúbal, Azeitão Portugal
Mensagens: 534
 Serei tudo o que tu quiseres


Serei tudo o que tu quiseres
Entrudo ou cão sem ladro, metáfora
Contra mão de camião de lixo
Se for sublime o que desejas

Que eu seja tudo o que se diz
Uma vareja ou uma viúva puta
Que o digam com gosto e arte
Não sentir é ser como um trolha

Sem cimento nem tijolos
Serei tudo o que tu quiseres
Desde que me faças sentir dentro
Tanque de guerra em Sarajevo

Contra mão de camião de lixo
Uma vareja ou uma puta viúva
Que se prostitui em Agostos
Quentes para se sentir digna e pura

Que seja sublime o espólio que deixas
Na proporção inversa do que és, sal
Viúva vareja ou trolha, cão sem ladro
Animal poeta, asceta etc...destino

Enviado por Tópico
Liliana Jardim
Publicado: 11/08/2017 12:33  Atualizado: 11/08/2017 12:33
Luso de Ouro
Usuário desde: 08/10/2007
Localidade: Caniço-Madeira
Mensagens: 4422
 Re: Quando eu "poemo"
Gostei do encadeamento das tuas palavras, feito poema...

Beijinhos

Enviado por Tópico
Correa
Publicado: 11/08/2017 12:36  Atualizado: 11/08/2017 12:36
Colaborador
Usuário desde: 02/07/2014
Localidade:
Mensagens: 1967
 Re: Quando eu "poemo"
Cara eu vim, mas por favor não precisa ficar nu..rs...faz isso por mim!! Muito bom Gyl, gostei! Abração, fica com Deus.

Enviado por Tópico
acalenta
Publicado: 11/08/2017 14:40  Atualizado: 11/08/2017 14:40
Colaborador
Usuário desde: 25/08/2010
Localidade:
Mensagens: 5305
 Re: Quando eu "poemo"
"Entre e feche a porta"

Bom dia Gyl!!!

Contagia-me lendo esse poema e imaginando..., quando escrevemos um poema libertamos de tudo, seja os fantasmas, seja um amor vivido, perdido,amantes, o escrever nos deixa nus, nos da essa liberdade.
Parabéns.

beijos

acalenta

Enviado por Tópico
Volena
Publicado: 11/08/2017 16:04  Atualizado: 11/08/2017 16:04
Colaborador
Usuário desde: 10/10/2012
Localidade:
Mensagens: 10356
 Re: Quando eu "poemo" P/Gyl
O disfarce
só tem graça
quando tira
a caraça…
então sim
vê-se nudeza
pudor não…
é só beleza!
Arabescos,
d´arte fluidos
entrelaçados
tão lindos!
Perfume
que inebria
e nasce
a poesia!

Sempre uma delícia, adorei, abraço Vó

Enviado por Tópico
*Susie
Publicado: 11/08/2017 21:39  Atualizado: 11/08/2017 21:39
Colaborador
Usuário desde: 25/11/2015
Localidade:
Mensagens: 757
 Re: Quando eu "poemo"
Quando você poema, as palavras ganham força, o leitor alimenta a imaginação, e eu não devoro, mas saboreio cada poema, quando vc poema...
Agradeço a leitura
Bj

Enviado por Tópico
Carolina
Publicado: 11/08/2017 21:46  Atualizado: 11/08/2017 21:46
Colaborador
Usuário desde: 04/07/2007
Localidade: Porto
Mensagens: 3453
 Re: Quando eu "poemo"
O poeta é um fingidor, já dizia Fernando Pessoa e quando escrevemos um poema tudo pode acontecer, podemos ser o que quisermos pois é nisso que a poesia é rica.

Gostei de ler, parabéns!

Abraço

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 17/08/2017 12:16  Atualizado: 17/08/2017 12:16
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 26432
 Re: Quando eu "poemo"
Quando você poema, vem essa lindas e maravilhosas pinturas onde as tintas pinta nosso olhos de felicidade