https://www.poetris.com/
Sonetos : 

QUE NÃO HAJA ESCALONAMENTO.

 


Desejo as crianças órfãos, o aconchego solidário
Junto com as bem sucedidas que sejam afagadas
Com êxito em suas vidas e profícua caminhada
Hoje e para sempre por nossa mãe amparadas.

Que curem suas feridas sem ficar traumatizadas
E todos os necrosados recomecem suas vidas
E possam ver uma saída para suas encruzilhadas,
De modo digno e honrado logrem suas guaridas.

Que não haja escalonamento nesta empreitada
Entre pobres e abastados que tudo seja igualado
Provendo a isonomia sendo todos bem cuidados.

E deixo a nossa padroeira um pedido relevante
Com meus agradecimentos sempre perseverantes
Que cuide das nossas estrelas luzes do amanhã.


Enviado por Miguel Jacó em 12/10/2017
Código do texto: T6140345
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.


Miguel Jacó

 
Autor
Migueljaco
 
Texto
Data
Leituras
122
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
2
2
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Maryjun
Publicado: 12/10/2017 18:50  Atualizado: 12/10/2017 18:50
Membro de honra
Usuário desde: 30/01/2014
Localidade: São Paulo
Mensagens: 5448
 Re: QUE NÃO HAJA ESCALONAMENTO.
Boa tarde,Miguel,

Parabéns,pelo belíssimo soneto.Merecida homenagem!!

Abraços,
Mary Jun

Enviado por Tópico
martisns
Publicado: 16/10/2017 12:16  Atualizado: 16/10/2017 12:16
Colaborador
Usuário desde: 13/07/2010
Localidade:
Mensagens: 28180
 Re: QUE NÃO HAJA ESCALONAMENTO.
Linda essas palavras que se completam em um pleno onde tudo se traduz