https://www.poetris.com/
 
Poemas : 

Talvez eu possa entrar

 
Talvez eu possa entrar
 


Embora seja tarde
na hora que o sol arde,
mas talvez eu possa entrar.
Busca mais um motivo
ou um sentido par mim,
assim eu posso entrar.
Fracassar por mais razões
e perder as opções,
mas talvez eu possa entrar.
Chorar por minhas falhas
e esquecer todas as causas,
sem saber se vou entrar.
Abdicar de minhas crenças,
me entregar às doenças,
mas talvez eu possa entrar.
Acentuar minhas deficiências,
me prender em minhas algemas,
sem saber onde andar.
Rastejar por mais um verso,
ver a solidão no universo,
sem saber se vou entrar.
Espalhar meu infortúnio,
discursar o meu silencio...
mas talvez eu possa entrar.
Tentar ser alguém melhor,
esconder no meu cobertor
que eu apenas quero entrar.
Falar palavras vazias,
passar por noites frias,
como se estivesse com calor.
No ardor da minha loucura,
vejo a única dúvida pura:
será que vou entrar?
Desconversar: não mereço!
Não tem preço ser ninguém,
mas será que vou entrar?
Entrar para quê?
Entrar para quem?
Prostituem a ausência de sentido.








Rafael Carneiro


 
Autor
Rafaelcarma
 
Texto
Data
Leituras
370
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
0
1
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.