https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Introspecção : 

Morreu um poema

 
Comprei um poema na farmácia da esquina
E na esquina com ele escondi-me do mundo
Deixei-me consumir por todas as imagens
Contidas em mil palavras quase mundanas
Era erótico e exótico e crónico e rimado

Depois muito antes de chegar ao âmago
Filtrei e revi as palavras letra a letra
Sobraram algumas sílabas por inteiro
Era pó de um pó elixir de vida e morte
A quem chamam de herói e absinto ópio

Perdi-me na esquina que se tornou mundo
E ao meu redor tudo se assemelhava ao poema
Que comprara na farmácia da esquina que não é
Amarrotei o poema e tudo em volta se amarrotou
Mas qual seria a realidade da minha alucinação?

Estava numa esquina e afinal tornei-me labirinto
Acordei e a sensação é que não estava a dormir
Tudo não passava de um poema confuso sem mensagem
Voltei a acordar e não havia entrada nem saída
Morri dentro do poema feito de poeira e vida



O homem antes de ser o ente do ser é o ser do-ente

Livros:

Quase um Livro:
www.rodinha26.blogtok.com
Coisas da escrita:
www.avkd.blogtok.com
Um tratado:
www.gov.blogtok.com

Projectos Web:
Um Portal:
ww...

 
Autor
JSL
Autor
 
Texto
Data
Leituras
1418
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
6 pontos
6
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
flavio silver
Publicado: 29/03/2008 20:37  Atualizado: 29/03/2008 20:37
Colaborador
Usuário desde: 24/09/2007
Localidade: barcelos
Mensagens: 1001
 Re: Morreu um poema
pum pum , quem matou?
gostei deste teu poema com todos os condimentos possiveis de obter.
literatura e filosofia misturados.
parabéns jsl.


Enviado por Tópico
ana alves
Publicado: 29/03/2008 20:46  Atualizado: 29/03/2008 20:46
Da casa!
Usuário desde: 24/01/2008
Localidade: castelo branco
Mensagens: 391
 Re: Morreu um poema
Morreu um poema,mas o poeta ta bem vivo.Gostei muito.bjs

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 29/03/2008 21:36  Atualizado: 29/03/2008 21:36
 Re: Morreu um poema
Um poema não morre.
Pode morrer quem o escreveu, pois aí acentua-se uma dor por parte de quem já o leu em lembrança sobre o seu autor.

Abraços.

Frank_Mike

Enviado por Tópico
Amora
Publicado: 29/03/2008 22:41  Atualizado: 29/03/2008 22:41
Colaborador
Usuário desde: 08/02/2008
Localidade: Brasil
Mensagens: 4763
 Re: Morreu um poema
Você já sabe, mas eu gosto de me repetir quando se trata de algo importante: seu modo de escrever é tão singular e agradável que você pode deixar que morram poemas, palavras, poeiras, esquinas, que tudo ganha vida nova através de você.



Amora

Enviado por Tópico
visitante
Publicado: 30/03/2008 10:29  Atualizado: 30/03/2008 10:29
 Re: Morreu um poema
Os poetas são imortais e através das suas poesias viverão para todo o sempre, e eu adorei ler este seu poema com muito significado.