https://www.poetris.com/
Sonetos : 

ANDRÓGINO

 
Tags:  SONETOS 2018  
 
ANDRÓGINO

Nem homem nem mulher, eu sou humano;
Sou um pouco de tudo e mais além...
Posso ser quem desejo, mas também
Quem s'encontrara só e por engano.

Se não tenho p'ra mim um grande plano,
Tampouco mudo como me convém:
Somente o coração conhece bem
A luz e a escuridão do quotidiano.

Os meus dias são noites na berlinda
Onde me quero mais; me quero linda,
Como reflexo d'olhos cobiçosos.

E ainda que meus anos sejam poucos
Não me furto a vivê-los muitos loucos,
À margem de caminhos tortuosos.

Belo Horizonte - 12 09 2018


Ubi caritas est vera
Deus ibi est.


 
Autor
RicardoC
Autor
 
Texto
Data
Leituras
96
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
João Marino Delize
Publicado: 14/09/2018 15:40  Atualizado: 14/09/2018 15:40
Colaborador
Usuário desde: 29/01/2008
Localidade: Maringá-
Mensagens: 2575
 Re: ANDRÓGINO
Ótimo soneto, gostei de mais. Parabéns

abraços.