https://www.poetris.com/
Poemas -> Solidão : 

UM CORAÇÃO NO RIO

 
As aguas deste rio são escuras
Da ponte posso ver sua extensão
Crespada é sua superfície de piche
Torturado esta meu coração
As aguas deste rio têm detritos
Restos falhos de imundície humana
Flutuam em caudalosa confusão arvores mortas
Como cadáveres que o rio transporta
As aguas deste rio tem destino
Descem encostas e atravessam vales rumo a um fim
Existe objetivo para esta jornada
A estória deste rio tem um fim
Meu coração quer descer com estas aguas
Quer navegar desesperançado rumo ao fim do rio
Meu coração que tem tantos detritos em seu amago
Quer ser mais um detrito neste rio impessoal
As aguas deste rio encontram o mar em derradeira comunhão
Beijam o mar...
O mar é poderoso e as recebe indiferente
As aguas deste mar são salgadas
Salgado é o gosto que minhas lagrimas tem
Meu coração quer seguir por este rio ate o mar
Quer ficar a deriva no oceano sem fim
Na gigantesca lagrima atlântica
Meu coração sabe que estará em casa outra vez

 
Autor
JANNUS
Autor
 
Texto
Data
Leituras
68
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.