https://www.poetris.com/
Poemas : 

Tríplice torturante

 
Sinto dores no ego, no corpo e na alma indomável
Sinto-me mais cansado e muito menos afável
Sinto que por vezes caminho em trilhos minados
E sinto que um camafeu sou sem o mais importante dos predicados

O ego sente saudades de algo que o enaltece
E não sendo enaltecido, fica turvo, escurece
E o medo que ele tem da escuridão
Mas isto não são virtudes, é apenas minha podridrão

Dores corporais por vícios possuir
Possuo grande vício, não vou mentir
Mesmo assim vicio-me nele todos os dias
E fico parado em minhas memórias tão frias

Alma indomável, meu grande defeito
Tua vida, meu sonho, tudo perfeito
Mas é difícil domar tamanha rebeldia
Acabando por agonizar dia após dia

Não sou único, nem normal, nem especial
Apenas sou um relógio que regula suas horas um pouco mal
Se por chuva, vento e pelo sol sou atraído
Porque não uso minha revolta pa' ser um pouco mais destemido?



Confiante porém errante, bondoso porém melindroso, bruto porém astuto, coração geloso porém carinhoso!

FidesinOculisMeis 2019®

 
Autor
FidesinOculisMeis
 
Texto
Data
Leituras
33
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
0 pontos
0
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.