https://www.poetris.com/
Poemas : 

Olvido

 
É que quando estou perdido
Nessas águas que eu não bebo
Eu me sinto um estrangeiro
Me afogando no Pacífico.

Nos teus olhos eu esbravejo
Meu farol é o teu sorriso
Repousando nos teus seios
Sou implume, sou menino.

Teu perfume eu não sinto
Mas em sonho o percebo
Neste meu peito mancebo
O amor que não te minto.

Se um dia ( Deus permita)
Eu pisar no Paraíso
Que um anjo me assista
Implorar para estar contigo.

Pois morada em ti eu faço
Em minh'alma e pensamento
Minha alegria, meu contento
Somente quando em teus braços.

Meu amor, minha querida
Eu rabisco sonhos e teço
Sonhos para toda a vida
Pois jamais de ti... esqueço!





Gyl Ferrys

 
Autor
Gyl
Autor
 
Texto
Data
Leituras
166
Favoritos
2
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
24 pontos
2
3
2
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
Carii
Publicado: 01/04/2020 10:07  Atualizado: 01/04/2020 10:07
Colaborador
Usuário desde: 28/11/2017
Localidade:
Mensagens: 1935
 Re: Olvido
Um romântico incorrigível! Sempre bonito no teu versar Gyl! Beijos!