https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Amor : 

No silêncio desse encontro

 
Em um instante, um olhar trocado,
Entre destinos entrelaçado.
Nas pupilas, faíscas de magia,
Nasceu um amor, pura poesia.

Foi no silêncio desse encontro,
Que o coração teve seu desencontro.
Palavras não ditas, mas sentidas,
Em um olhar, histórias aqui repetidas.

No brilho dos olhos, um universo,
Segredos guardados, trovas em verso.
Cúmplices do tempo, dois corações,
Dançando ao ritmo das fortes emoções.

A linguagem muda, mas eloquente,
O olhar que fala, é tão convincente.
No encontro de almas, um laço se tece,
Crescendo, florescendo, amor que acontece.

Cada pestanejar, uma promessa,
De uma jornada que a vida endereça.
E assim, no compasso do olhar,
Nasce um amor, sem se explicar.

O silêncio torna-se a melodia,
Do amor que nasceu de uma sintonia.
Dois olhares, agora um só caminho,
Caminhando juntos, ao destino do ninho.

Que esse amor, como o olhar, seja eterno,
Pintando a vida com tons de inverno.
Que no brilho dos olhos, sempre haja luz,
Nesse amor que nasceu de um olhar que seduz.

Poema: Odair José, Poeta Cacerense

 
Autor
Odairjsilva
 
Texto
Data
Leituras
453
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
vandapaz
Publicado: 30/11/2023 21:18  Atualizado: 30/11/2023 21:18
Membro de honra
Usuário desde: 22/11/2006
Localidade: Lisboa
Mensagens: 576
 Re: No silêncio desse encontro
Um amor puro?

Vanda Paz