Acrósticos : 

São vozes... apenas

 
São vozes... apenas


São essas vozes
vozes escondidas
sob as pedras
que não me deixam dormir

São essas vozes
que não ouves
mas que se não calam
e não me deixam repousar

São essas vozes
vozes de injustiças
vozes de justiças
que não me deixam sossegar

São as vozes
ouves?
as vozes dos que já foram
que se não calam

São as vozes
dos homens inocentes
as vozes dos culpados
já são só vozes

Vozes apenas
de quem sempre falou
vozes tão só
de quem nunca o fez

São vozes pequenas
eu sei
sumidas
mas são vozes

São vozes
não as ouves?
as vozes...
não te chegam?

Essas vozes eu oiço
no coração
são vozes humanas
como a minha

Vozes que tu não ouves
não és humano?
não as ouves
como eu?

Como pudémos permitir?
como podemos permitir
que se elimine uma vida
fingindo resolver um problema?

Não as ouves?
não somos humanos
tu e eu?

Eu entendo...
sao só vozes...
...apenas vozes.

Doctorstrangelove, 21 Janeiro 2007


Doctorstrangelove - Portugal

 
Autor
Doctorstrangelove
 
Texto
Data
Leituras
745
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
PedroLopes
Publicado: 17/02/2007 22:08  Atualizado: 17/02/2007 22:08
Colaborador
Usuário desde: 02/11/2006
Localidade: Montargil-Ponte de Sor
Mensagens: 703
 Re: São vozes... apenas
Gosto muito da forma como escreves e em especial deste poema...

Abraço