https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Tristeza : 

O PÊNDULO

 
<object width="425" height="344"><param name="movie" value="http://www.youtube.com/v/LCgcX_km8zA& ... t;</param><param name="allowFullScreen" value="true"></param><embed src="http://www.youtube.com/v/LCgcX_km8zA&hl=pt-br&fs=1" type="application/x-shockwave-flash" allowfullscreen="true" width="425" height="344"></embed></object>

O PÊNDULO

Destemido salto nesta escuridão eterna
Salto perdido para um abismo inseguro
Caindo devagar nesta noite serena
Escorregando devagar de um passado sem futuro

Como um relógio sem corda nem certeza
O espírito vai caminhando na escuridão
Andando numa estrada sem chão sem firmeza
Um chão de onde se erguem as mãos

O pêndulo vai andando de lado para lado
Perguntando delicadamente ao tempo que tempo faz
É tempo de chorar lágrimas, esse é teu fado
Pois o tempo nunca pode voltar atrás

Sem poder dar corda ao relógio da vida
Ela vai parando embrutecida neste triste lugar
Corroida por um visco verde com cancro, peste e sida
Excêntrica parafernália onde perdemos a vida sem lutar

Mas o pêndulo continua a divagar sem sons sem gritos
Continua a dar e a receber os tempos perdidos
Perdendo-se a contagem em segundos infinitos
Trespassando o corpo com gritos doridos


"Quanto maior a armadura, mais frágil é o ser que nela habita!"



 
Autor
Gothicum
Autor
 
Texto
Data
Leituras
890
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
2 pontos
2
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
augustocola
Publicado: 08/10/2008 21:41  Atualizado: 08/10/2008 21:41
Usuário desde: 22/07/2008
Localidade: ES - BRASIL
Mensagens: 267
 Re: O PÊNDULO
Muito bom, muito bom mesmo!
Parabéns!
Abraços!
Augusto