https://www.poetris.com/
 
Poemas -> Reflexão : 

Estranho-me (reeditado)

 
 
Estranho-me...

Estranho-me
Quando de negro me visto
E de silêncio me calço...

Nasceram-me ilusões
Nas pontas dos dedos
Escreveram um castelo
Alto demais
Não lhe chego...

Abraço-me ao cansaço
Que me ampara
Na curva redonda
Do nada...

Invadem-me
Insignificantes sensações
Alma submersa
Em constante desassossego

Rendo-me
Descanso-me...


Open in new window


*... vivo na renovação dos sentidos, junto da antiguidade das lembranças, em frente das emoções...»

Impulsos

coisa pouca

 
Autor
cleo
Autor
 
Texto
Data
Leituras
659
Favoritos
0
Licença
Esta obra está protegida pela licença Creative Commons
5 pontos
5
0
0
Os comentários são de propriedade de seus respectivos autores. Não somos responsáveis pelo seu conteúdo.

Enviado por Tópico
mim
Publicado: 18/04/2009 01:06  Atualizado: 18/04/2009 01:07
Colaborador
Usuário desde: 14/08/2008
Localidade:
Mensagens: 2858
 Re: Estranho-me (reeditado)
Estranhas-te, eu não estranhei nada lindo como sempre!

Espero que já tenhas apalpado o rato rsrs

Beijocas doces

Enviado por Tópico
Vania Lopez
Publicado: 18/04/2009 02:03  Atualizado: 18/04/2009 02:03
Colaborador
Usuário desde: 25/01/2009
Localidade: Pouso Alegre - MG
Mensagens: 17658
 Re: Estranho-me (reeditado)
Cleo parabéns!
As vezes tudo parece alto demais...me fez pensar.
Bjs

Enviado por Tópico
Nitoviana
Publicado: 18/04/2009 02:23  Atualizado: 18/04/2009 02:23
Colaborador
Usuário desde: 10/04/2009
Localidade:
Mensagens: 648
 Re: Estranho-me (reeditado)
Das lutas sem fim só há que descansar, de escrever não descanses porque te descansa e descansa-nos!
Um beijo

Enviado por Tópico
ângelaLugo
Publicado: 18/04/2009 07:35  Atualizado: 18/04/2009 07:35
Colaborador
Usuário desde: 04/09/2006
Localidade: São Paulo - Brasil
Mensagens: 14964
 Re: Estranho-me (reeditado) p/ cleo
Cleo querida

Não importa se escreva reescreva os
teus poemas são sempre maravilhosos
e encantam os corações...Lindo como
sempre....

Um excelente fim de semana

Beijinhos doces n'alma

Enviado por Tópico
FaustSotam
Publicado: 20/04/2009 02:02  Atualizado: 20/04/2009 02:02
Participativo
Usuário desde: 17/04/2009
Localidade: Lisboa
Mensagens: 12
 Re: Estranho-me (reeditado)
O negro é a côr da independência, e da ilusão, o branco é a côr da comunhão, e da magnificência. O silêncio do nada por vezes pode ser maravilhoso. :)